Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

31 de julho de 2017

Agende-se: em agosto a Chico Lisboa completará 79 anos!



Agende-se:

Dia 06 de agosto, domingo próximo, acontecerá a
Caminhada Fotográfica no Centro Histórico de Porto Alegre.
Inscrições até o dia 04, no site: www.chicolisboa.com.br

Dia 09 de agosto a Chico Lisboa completará 79 anos e este é um
convite para você vir brindar mais este aniversário e também
as aberturas das Exposições
 Malleus Sensível e Mesa de Arte na Praça, a partir das 19h.

Editais, curso e oficinas com inscrições abertas, veja no site www.chicolisboa.com.br


_______________________


Contate a secretaria para o pagamento da anuidade 2017 e solicitação do cartão do sócio.

O sócio pode solicitar a divulgação da sua exposição ou evento no facebock da Associação. Para tanto, deverá enviar o convite com o logotipo da Chico Lisboa, com mais de 07 dias de antecedência.

Associação Chico Lisboa
Travessa Venezianos, 19 - Cidade Baixa
Porto Alegre/RS - Brasil, CEP 90050-370
De segunda a sexta-feira, das 14h às 18h
(51) 3224.6678
chicolisboa@chicolisboa.com.br
www.chicolisboa.com.br
blog: chicolisboa.com.br/2016/
www.facebook.com/associacaochicolisboa
twitter: @chicolisboaarte
instagram: @chicolisboaarte
__________________________________

Agenda de exposições da Chico Lisboa

Na sede da Chico Lisboa
V Mostra de Arte em Pequenos Formatos Arte na Lata, abertura dia 13 de junho, às 19h, na Chico Lisboa Espaço Cultural, até 04 de agosto de 2017.

Feira de Arte 20x20³ e Outros Formatos - venda de obras de arte permanente, com valores de ocasião.






28 de julho de 2017

Sarau Literário de Agosto 2017-Clube Literário Jardim Ipiranga





A presença de todos é muito importante.
Neste sarau estaremos apresentando o novo equipamento de som.
Por gentileza confirmem o recebimento.
Obrigado

22 de julho de 2017

Edital do Prêmio Açorianos de Dança 2017




Foi publicado hoje (21/07) no Diário Oficial de Porto Alegre o Edital do Prêmio Açorianos de Dança 2017 que reconhece as melhores produções e artistas da dança no ano de 2017. Confira o Edital na íntegra.


CONCURSO Nº CC 008/2017
PRÊMIO AÇORIANOS DE DANÇA - 2017
PROCESSO Nº 17.0.000024829-0


REGULAMENTO



A Secretaria Municipal da Cultura da Prefeitura de Porto Alegre comunica aos interessados que todos os espetáculos, performances, produções e projetos estreados em Porto Alegre no ano de 2017, produzidos por artistas locais ou aqui radicados, condicionados a uma inscrição prévia, na forma da lei nº 8.666/93, no que couber, concorrerão ao Prêmio Açorianos de Dança 2017 (Concurso nº CC 008/2017 – Processo nº 17.0.000024829-0), promovido pelo Centro de Dança da SMC.

CRONOGRAMA


Inscrições: de 26 de julho de 2017 a 31 de janeiro de 2018, no Centro de Dança – Centro Municipal de Cultura, Arte e Lazer Lupicínio Rodrigues – Av. Erico Veríssimo, nº 307 ou pelo email: dancasmc@gmail.com.
As reuniões das Comissões Julgadoras para indicações e escolha dos premiados ocorrerão em datas a serem definidas pelo Centro de Dança a partir do mês de outubro e ocorrerão no Centro Municipal de Cultura, Arte e Lazer Lupicínio Rodrigues.
Divulgação dos resultados das indicações: 1º de março de 2018
Cerimônia de entrega dos Prêmios: Semana de Porto Alegre de 2018


1. DA FINALIDADE


1.1 - O Prêmio Açorianos de Dança – Edição 2017, instituído pelo Decreto nº 5.876/77, alterado pelo Decreto 11.512/96, 9.365/88 e 6.613/79, tem a finalidade de destacar a produção de dança de Porto Alegre em sua diversidade e abrangência, e as ações e profissionais que contribuíram para o desenvolvimento, qualificação e afirmação desta arte em nossa cidade.

2. DA ORGANIZAÇÃO


2.1 – Este concurso será organizado pela Prefeitura Municipal de Porto Alegre, por intermédio da Secretaria Municipal da Cultura/Centro de Dança. Informações complementares podem ser obtidas junto ao Centro de Dança – Centro Municipal de Cultura, Arte e Lazer Lupicínio Rodrigues – Av. Erico Veríssimo, nº 307. Telefone 3289.8063 e 3289.8065.

2.2 - Este Edital estará à disposição dos participantes junto ao Centro de Dança – Centro Municipal de Cultura, Arte e Lazer Lupicínio Rodrigues – Av. Erico Veríssimo, nº 307, na página da Prefeitura Municipal de Porto Alegre/Secretaria Municipal da Cultura http://www2.portoalegre.rs.gov.br/smc/default.php , no Diário Oficial de Porto Alegre http://www2.portoalegre.rs.gov.br/dopa/ e no blog do Centro de Dança http://cdancasmc.blogspot.com.br/

3. DAS CATEGORIAS


3.1 - Será concedido, a critério das Comissões de Seleção e Premiação, um troféu (estatueta criada pelo artista plástico Vasco Prado) para cada uma das seguintes categorias:

3.1.1 Prêmios do Ano:

a) Espetáculo;
b) Direção;
c) Bailarino;
d) Bailarina;
e) Coreografia;
f) Cenografia;
g) Figurino;
h) Iluminação;
i) Trilha Sonora;
j) Produção;
k) Novas Mídias em Dança (filmes, videoclipes, videodanças, videoartes, videocoreografias) para trabalhos produzidos no período de 2016-2017;
l) Projeto de Difusão e Formação em Dança;

3.1.2 - Destaques por Modalidade:

a) Destaque em Balé Clássico;
b) Destaque em Jazz
c) Destaque em Sapateado;
d) Destaque em Dança Folclórica/Étnica;
e) Destaque em Danças Urbanas;
f) Destaque em Dança de Salão;
g) Destaque em Dança do Ventre;
h) Destaque em Flamenco;
i) Destaque em Dança Contemporânea.

3.1.2.1 – Os destaques por modalidade poderão ser conferidos a aspectos da produção como: Espetáculo, Direção, Bailarino, Bailarina, Coreografia, Cenografia, Figurino, Iluminação, Trilha Sonora, Produção, Grupo, Evento, Mostra, Intervenção, Performance, Publicação, Jam, Batalha, Pesquisa Científica Documentada, etc.

3.2 - É prerrogativa do Centro de Dança o direito de conceder Prêmios Especiais, a seu critério, nas categorias: Personalidade, Incentivo à Dança e Imprensa.

4. DOS CONCORRENTES


Concorrerão ao Prêmio Açorianos de Dança – Edição - 2017:
4.1- Espetáculos e performances de dança que realizem apresentações públicas no município de Porto Alegre em salas convencionais de teatro, locais alternativos, espaços abertos e na rua, ao longo do corrente ano até 31 de janeiro de 2018 desde que realizem inscrição junto ao Centro de Dança da Secretaria Municipal da Cultura.
4.1.1- Os espetáculos e performances públicas de Dança que cumprirem temporadas (apresentações subsequentes) perfazendo no mínimo 02 (duas) apresentações;
4.1.2 Poderão concorrer igualmente, espetáculos e performances que tenham estreado em anos anteriores e que, por qualquer motivo, não concorreram no ano de estreia, bem como espetáculos que, mesmo inscritos, não tenham sido assistidos por, no mínimo, 70% júri na edição anterior do Prêmio.
4.1.3 Os espetáculos com apresentações anteriores à data de início das inscrições poderão efetivar sua inscrição mediante preenchimento da ficha de Inscrição (Anexo I), o envio de memorial descritivo (fotos, programas, material de imprensa, críticas) e vídeo na íntegra do espetáculo, sem edições.
Observação – As categorias de Destaque em Balé Clássico, Jazz/Sapateado, Danças Urbanas, Dança Contemporânea, Dança de Salão, Flamenco, Dança do Ventre e Dança Folclórica/Étnica não necessitam de inscrição, sendo indicados diretamente por cada júri especializado.

4.2 - Não concorrerão ao Prêmio Açorianos de Dança - Edição-2017:

4.2.1 - Espetáculos e performances que já tenham concorrido em edições anteriores, salvo o disposto no item 4.1.2.

4.2.2 - Espetáculos e performances que nitidamente caracterizem remontagens.

4.2.3 – Nas categorias de Prêmios do Ano, não podem concorrer espetáculos de final de ano de escola, que tenham caráter nitidamente pedagógico, ou ainda apresentações de caráter amador ou recreativo.

4.4 - O Centro de Dança se reserva o direito de solicitar DVD, material jornalístico comprobatório do currículo dos envolvidos com as produções a serem inscritas ou do próprio grupo a ser inscrito. Serão aceitas divulgações com textos nos jornais locais, críticas publicadas na imprensa local e demais matérias impressas, desde que não se restrinjam somente a mídias eletrônicas.

4.5 - Os espetáculos concorrentes deverão ter sido produzidos em Porto Alegre e somente concorrerão às categorias individuais, artistas locais ou aqui domiciliados.


5. DAS INSCRIÇÕES


5.1 - Para efeitos de inscrição, o responsável pela produção deverá remeter via correio eletrônico (e-mail) para dancasmc@gmail.com entregar no Centro de Dança, das 09 horas às 12 horas e das 14 horas às 18 horas, a ficha de inscrição (ANEXO I) devidamente preenchida e assinada.
5.2 - Para inscrição na categoria Projeto de Difusão e Formação em Dança, os candidatos deverão apresentar dossiê, conforme modelo(ANEXO II).
5.3 - Para inscrição na categoria Novas Mídias em Dança são necessários a entrega da ficha de inscrição (ANEXO III) e de duas (02) cópias do trabalho inscrito em CD/DVD, caso não haja link para acesso na internet;
5.4 - Poderão ser inscritos no máximo três (03) trabalhos por artista na categoria Novas Mídias;


6. DAS COMISSÕES DE SELEÇÃO E PREMIAÇÃO


6.1 - Serão constituídas comissões julgadoras especializadas compostas de no mínimo dois (02) e no máximo cinco (05) integrantes para as indicações das categorias Destaques, Produção Audiovisual em Dança, e Projeto de Difusão e Formação em Dança.

6.2 - Será constituída uma comissão julgadora de no mínimo cinco (05) integrantes para o julgamento das categorias Espetáculo, Bailarino, Bailarina, Coreografia, Cenografia, Figurino, Iluminação, Trilha Sonora, e Produção.

6.3 - Os integrantes das comissões devem ter reconhecida inserção na área cultural e serem indicados pela Secretaria Municipal da Cultura e/ou comunidade artística da dança, tendo como critério a capacitação para avaliar a diversidade da produção na sua pluralidade de linguagens, modalidades, estilos.

6.4 - O Centro de Dança poderá tomar parte na comissão julgadora como voto de “minerva” para as categorias de Destaque;

6.5 - É vedada a participação no júri de pessoas que constem da ficha técnica ou tenham parentesco até segundo grau com concorrentes na mesma categoria a ser julgada.

6.5 - As Comissões Julgadoras serão nomeadas pelo Secretário Municipal de Cultura mediante portaria da Secretaria Municipal da Cultura e publicada no Diário Oficial de Porto Alegre.

6.6 - A organização dos trabalhos das Comissões será de responsabilidade do Centro de Dança da Secretaria Municipal da Cultura, que promoverá reuniões periódicas de acompanhamento e avaliação do processo de julgamento.

6.7 - Cada jurado deverá fornecer seus dados pessoais para cadastro no Centro de Dança, inclusive seu fone de contato e e-mail, para ser avisado das estreias e das temporadas dos espetáculos e performances concorrentes ao Prêmio e se comprometerá a assistir a todos os espetáculos previamente inscritos. Os jurados deverão, ainda, comparecer a reuniões de avaliação quando convocados.

6.8 - Os integrantes das Comissões poderão ser remunerados para exercer suas funções com valores a serem definidos pelo Centro de Dança da Secretaria Municipal da Cultura de acordo com a disponibilidade orçamentária.


7. DAS ETAPAS DE INDICAÇÕES E PREMIAÇÃO


7.1 - A escolha dos premiados dar-se-á em duas etapas:

7.2 - Etapa nº 1: Indicações - As Comissões indicarão os finalistas nas categorias de Destaque em Balé Clássico; Destaque em Jazz; Destaque em Sapateado; Destaque em Dança Folclórica/Étnica; Destaque em Danças Urbanas; Destaque em Dança de Salão; Destaque em Dança do Ventre; Destaque em Flamenco; Destaque em Dança Contemporânea; Projeto de Difusão e Formação em Dança; Novas Mídias em Dança; Espetáculo; Coreografia; Bailarino; Bailarina; Cenografia; Figurino; Iluminação; Trilha Sonora; Produção.

7.3 - O número de indicações por categoria deverá ser de até 05 (cinco), e às Comissões fica reservado o direito de não indicar candidatos em quaisquer categorias, caso não haja uma produção quantitativa e qualitativamente significante.

7.4 - A Comissão julgadora deverá emitir pareceres justificando suas deliberações que ficarão disponíveis para consulta junto ao processo.

7.5 - A nominata dos indicados aos Prêmios Açorianos de Dança será divulgada a partir do dia 1º de março de 2018.

7.6 - Etapa nº 2 – Premiação - Concorrerão nesta etapa os indicados na etapa anterior.

7.7 - É vedada aos participantes das comissões julgadoras a divulgação de quaisquer informações relativas às decisões das comissões antes da manifestação formal do Centro de Dança.

7.8 - As decisões das Comissões serão consideradas soberanas;

7.9 - Os resultados serão registrados em ata, que deverá ser assinada por todos os presentes às reuniões e serão tornados públicos na cerimônia pública de premiação durante a Semana de Porto Alegre de 2018, a ser organizada pela Secretaria Municipal da Cultura, com ampla divulgação.

8. DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO


Os critérios de avaliação serão os seguintes:
I - Qualidade artística: atributos estéticos que configurem a excelência dos elementos constitutivos do espetáculo;
II – Criatividade e Originalidade: utilização singular na escolha da temática, concepção e organização coreográfica.
III - Rigor Técnico: domínio das técnicas corporais apresentadas pelos intérpretes;
V - Coerência de linguagem: escolhas e adequação dos elementos constitutivos do espetáculo em consonância com sua concepção.

9. DISPOSIÇÕES GERAIS


9.1 - É vedada a premiação de servidores públicos municipais exceto na hipótese de excepcional trabalho artístico, reconhecido pela crítica especializada e submetido à aprovação prévia do Senhor Secretário Municipal da Cultura.

9.2 - Os casos omissos serão resolvidos pelo Centro de Dança, observada a legislação vigente aplicada a essa modalidade especial de licitação.

9.3 - Qualquer cidadão é parte legítima para impugnar o presente Regulamento por irregularidade, devendo protocolar o pedido até 5 (cinco) dias úteis, após o período de início das inscrições, cabendo ao Centro de Dança julgar e responder à impugnação em até 3 (três) dias úteis.

9.4 – Os recursos administrativos podem ser interpostos nos termos e condições previstos no artigo 109 da Lei 8.666/93.


Porto Alegre, 21 de julho de 2017.


Luciano Alabarse
Secretário Municipal da Cultura

Veja abaixo os Anexos.


ANEXO I

CONCURSO Nº CC 0
08/2017
PRÊMIO AÇORIANOS DE DANÇA - 2017
PROCESSO Nº 17.0.000024829-0

Ficha de Inscrição Para Espetáculo*:
1 - Nome do espetáculo:
2– Direção:
3 – Elenco:
4 - Ficha técnica de todos os profissionais que trabalham na montagem:
Coreografia:
Cenografia:
Figurino:
Iluminação:
Trilha sonora:
Produção:
*ATENÇÃO: A COMISSÃO JULGADORA FARÁ AS INDICAÇÕES PARA AS DIVERSAS CATEGORIAS COM BASE NO DECLARADO ACIMA.
5 - Pequena sinopse (no máximo 120 caracteres)
6 - Cronograma das datas e respectivos horários das apresentações a serem cumpridas nos teatros da Capital, centros e espaços culturais, ou em parques e outros locais destinados às apresentações de espetáculos de rua
7 – Dados da produção (Nome, CPF, e-mail, telefones, endereço)
8 – Declaramos estar de acordo com o edital (Concurso nº CC 008/2017 – Processo nº 17.0.000024829-0) que institui o Prêmio Açorianos de Dança 2017.

_________________________________________
(Nome, CPF e assinatura do responsável pela Produção)
(Nome do espetáculo)
OBSERVAÇÕES: Cada produção é responsável pela observância da veracidade das informações prestadas, relativas ao espetáculo concorrente. As produções ficam devidamente responsáveis em informar, prévia e imediatamente, através do endereço eletrônico tomazzoni@smc.prefpoa.com.br, quaisquer alterações que por ventura venham a ocorrer na ficha técnica, bem como no cronograma, a fim de que essas alterações possam ser repassadas às Comissões Julgadoras. O ato da inscrição implica aceitação dos termos contidos no referido edital. O e-mail para encaminhamento desta ficha é dancasmc@gmail.com

ANEXO II

CONCURSO Nº CC 008/2017
PRÊMIO AÇORIANOS DE DANÇA - 2017
PROCESSO Nº 17.0.000024829-0

Modelo de Dossiê para Projetos de Formação e Difusão em Dança:
1 - Nome do Projeto:
2 - Responsável:
3 – Endereço:
4 - Telefone:
5 – E-mail:
4 - Sinopse do Projeto (Descrição sintética da Proposta/Projeto em até 20 linhas);
5 – Objetivo do Projeto;
6 – Metodologia utilizada;
7 – Público a que se destina o Projeto;
8 – Atividades desenvolvidas (com datas e locais de realização, quando for o caso);
9 – Público atingido;
10 – Equipe Artística e Técnica responsável (nome e currículo dos integrantes);
11 - Anexos (fotos, DVD, material de divulgação, matérias jornalísticas);
12 – Declaramos estar de acordo com o edital (Concurso nº CC 008/2017 – Processo nº 17.0.000024829-0) que institui o Prêmio Açorianos de Dança 2017.




___________________________________
(Nome, CPF e assinatura do responsável)
(Nome do Projeto)



ANEXO III

CONCURSO Nº CC 008/2017
PRÊMIO AÇORIANOS DE DANÇA - 2017
PROCESSO Nº 17.0.000024829-0

Ficha de Inscrição para Novas Mídias em Dança*

1 - Nome do Projeto:
2 – Responsável:
3 - Link para acesso**:
4 - Ano de Produção:
5 – Endereço:
6 - Telefone:
7 – E-mail:
8 - Síntese da Proposta:
9 - Ficha Técnica:
8 - DECLARAÇÃO : Declaramos estar de acordo com o edital (Concurso nº CC 008/2017 – Processo nº 17.0.000024829-0) que institui o Prêmio Açorianos de Dança 2016.


________________________________
(Nome, CPF e assinatura do responsável)
(Nome do Projeto)
* Só serão aceitos trabalhos inscritos na categoria Novas Mídias cuja produção tenha sido realizada dentro do período de 1º de janeiro de 2017 a 31 de janeiro de 2018.
**Para trabalhos disponíveis na Internet. Caso contrário, deverão ser entregues 02(duas) cópias em CD/DVD.


20 de julho de 2017

Sopapo Poético - edição de julho/17




NO DIA DA MULHER AFRO-LATINO-AMERICANA E CARIBENHA, O SOPAPO POÉTICO DESTACA A OBRA E O TALENTO DE PÂMELA AMARO

O SOPAPO POÉTICO - Ponto Negro da Poesia, neste mês, destaca a obra e o talento de PÂMELA AMARO, atriz, cantora, musicista e compositora. O evento acontece no próximo dia 25 de julho, terça-feira, no Centro de Referência do Negro Nilo Feijó, Av. Ipiranga, 311, com entrada franca, e também marca a celebração do Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha.

O sarau SOPAPO POÉTICO é promovido pela ANdC (Associação Negra de Cultura) desde 2012. A exemplo de outros saraus afro-brasileiros, o encontro evoca o protagonismo negro, em uma roda de atuações, reflexões e de convivências afrocentradas. Sempre na última terça-feira do mês, reúne artistas, pensadores e simpatizantes da cultura negra de resistência.

PÂMELA AMARO 
Atriz, cantora, compositora, música e arte-educadora de intensa produção artística em Porto Alegre. Nascida no bairro Medianeira, desde a infância foi influenciada pela família com avós, pais e tios tocadores, cantores, compositores a escolher pelo caminho do teatro e da música. Formou-se em Licenciatura em Teatro na UFRGS e trabalhou em diversos espetáculos entre eles a "Opereta Pé de Pilão", da Cia Turma do Pé Quente; "Lupi, O Musical", espetáculo de celebração do centenário de Lupicínio Rodrigues; "Ori Orestéia" do grupo teatral Caixa Preta, dirigido por Jessé Oliveira; Recital "Batuque tuque-tuque" com Vera Lopes, Sirmar Antunes; "Ayê" dirigido por Thiago Pirajira e Julia Rodrigues. É percussionista no grupo teatral Usina do Trabalho do Ator e integra os grupos musicais Três Marias e Choro das Gurias. Em 2016, recebeu da crítica local o destaque de estar entre a nova geração das promissoras vozes do estado como cantora e compositora no gênero samba. Em seu repertório autoral, canta a ancestralidade afro-brasileira, o universo feminino, o amor, o cotidiano e as lutas. Ativista através da arte negra, é uma das idealizadoras e organizadoras do Sarau Sopapo Poético.
Mais sobre Pâmela:

SOPAPINHO 
Com a proposta de desenvolver o interesse pela cultura e pela poesia nos pequenos, o Sopapinho é um momento de fortalecimento da identidade étnica e da autoestima das crianças negras. As atividades do Sopapinho, paralelas ao sarau, envolvem brincadeiras, artes visuais, canto, contação de histórias e a participação na roda de poesia.

FEIRA AFRO
A Feira Afro acompanha e apoia o Sopapo Poético desde suas primeiras edições, fortalecendo o espírito comunitário do sarau. A diversidade de produtos e estilos é sua característica, reunindo afro-empreendedores e artesãos, com produção voltada para a identidade étnica. Artesanato, alimentação, literatura, estética cultural, vestuário, cosméticos naturais, música - e muito mais - são opções da feira para o eclético público sopapeiro.

CINE KAFUNÉ
Antecedendo o sarau, o Cine Kafuné projeta no telão vídeos clipes e documentários com foco na cultura negra.

SOPAPO POÉTICO - Ponto Negro da Poesia
Edição de julho de 2017
Convidada: Pâmela Amaro
Quando: terça-feira, 25 de julho, às 19h30min
Onde: Centro de Referência do Negro Nilo Feijó
Av. Ipiranga, 311, Menino Deus - Porto Alegre/RS

ENTRADA FRANCA

Contatos:
sopapo.poetico@gmail.com
(51) 99365-3315 - 99117-4559 - 99317-6497 - 99218-5449

Realização:
ANdC - Associação Negra de Cultura

Apoios:
Centro de Referência do Negro Nilo Feijó
Cine Kafuné
Negrestyle - design gráfico
Sílvia Abreu - Consultoria Integrada de Marketing
SINDIPETRO - Sindicato dos Petroleiros
Boteko do CANINHA (Areal da Baronesa)
Prefeitura Municipal de Porto Alegre - Secretaria de Desenvolvimento Social

crédito da foto:  Ana Marchiori e Ana Vianna



19 de julho de 2017

Governo do Estado libera espaços para realização da Bienal do Mercosul



Secretário Victor Hugo assinou termo de cedência de espaços do Margs e do Memorial para a 11ª Bienal do Mercosul
Secretário Victor Hugo assinou termo de cedência de espaços do Margs e do Memorial para a 11ª Bienal do Mercosul
A Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul (Sedactel) irá ceder dois de seus espaços para a realização da 11ª Bienal do Mercosul. O secretário Victor Hugo assinou nesta quarta-feira (19) um termo de autorização de uso para salas do Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli (Margs) e do Memorial do Rio Grande do Sul.
Estiveram presentes, além do secretário, o presidente da Fundação Bienal do Mercosul, Gilberto Schwartsmann, o diretor do Memorial, Dilmar Bosco, e o diretor do Margs, Paulo Amaral. A Bienal ocorrerá de 5 de abril a 4 de junho de 2018, com o título “O triângulo do Atlântico”.

O triângulo do Atlântico

O crítico de arte e curador Alfons Hug será responsável pelo projeto curatorial e direção artística do evento. Hug nasceu em Hochdorf, na Alemanha, e estudou Linguística, Literatura Comparada e Cultura em Freiburg, Berlim, Dublin e Moscou. Atuou nas Bienais de Veneza, São Paulo, Montevidéu, Dakar e na Bienal do Fim do Mundo (no sul da Argentina). Atualmente dirige o Goethe Institut, el lagos, Nigéria.
Seu projeto curatorial para a Bienal do Mercosul  denomina-se “Triângulo do Atlântico” por fundamentar-se nas influências culturais dos três vértices históricos da América Latina: as matrizes europeia, americana e africana.

17 de julho de 2017

NOTA OFICIAL DO CONSELHO ESTADUAL DE CULTURA SOBRE O CARNAVAL


O Conselho Estadual de Cultura do Rio Grande do Sul – reunido no dia 13 de julho de 2017, depois de analisar detidamente os graves acontecimentos que envolvem a cultura do carnaval no Estado – vem tornar pública sua posição acerca do tema.
O Conselho Estadual de Cultura entende que as entidades carnavalescas possuem relevante dimensão cultural, inclusive para aqueles que afirmam que o carnaval representa “uma despesa ao erário público” e que sua não realização levará mais dinheiro para a saúde, ignorando que a prevenção a muitas patologias mentais e fisiológicas se dá exatamente por meio da canalização da energia dos seres humanos que vivem à margem de todos os processos de riqueza ou distribuição de renda; nestes tempos de crises nos últimos anos tem sido ignorado o esforço de tantos que passam tanto tempo construindo alegorias, fantasias, ritmos e bailados identificados com suas histórias seus mitos e ideais;
O Conselho Estadual de Cultura do Rio Grande do Sul entende que o carnaval é o agente da cidadania e não objeto. Logo os carnavalescos possuem direitos a ter direitos respeitados. Os bastidores em termos do trabalho nas oficinas de arte por meio de ferreiros, carpinteiros, marceneiros, aderecistas, alegoristas, figurinistas, pintores, bordadeiras, desenhistas, costureiras, iluminadores, sapateiros, soldadores, eletricistas, escultores de isopor e de espuma, chapeleiros, secretarias, telefonistas, grafiteiros, engenheiros e arquitetos. Sem contar cozinheiras e auxiliares de serviços gerais. Nas quadras (lugar de ensaio) há bilheteiros, seguranças, garçons, copeiros, cantores, instrumentistas e recepcionistas, são atores e atrizes componentes culturais que por princípios agem em defesa e respeito ao bem maior deste patrimônio imaterial;
Nesta perspectiva, o Conselho Estadual de Cultura do Rio Grande do Sul não pode se omitir frente a este grave acontecimento, mormente no que concerne à gestão democrática da politica cultural que deve sim ser incentivada para proporcionar o acesso da população de forma ativa e criativa, propõe que:
(1) O samba patrimônio imaterial da humanidade praticado pelas Escolas de Samba seja respeitado no âmbito de todo o Estado do Rio Grande do Sul.
(2) Áreas ocupadas por Escolas de Samba sejam declaradas pelos Executivos Municipais como sede de Centros Culturais do Samba, com intuito de garantir a permanência das escolas em seus locais.
"Os cientistas dizem que os humanos são feitos de átomos, mas um passarinho contou que somos feitos de histórias." (Eduardo Galeano)
Antônio Carlos Côrtes
Presidente do Conselho Estadual de Cultura do Rio Grande do Sul

15 de julho de 2017

Festival de Inverno inicia venda de passaporte nesta segunda


Foto: Ricardo Giusti/PMPA
Argentino Esteban Morgado e seu quarteto são uma das atrações da programação
Argentino Esteban Morgado e seu quarteto são uma das atrações da programação
O músico argentino Esteban Morgado, o Quarteto Osesp, a jornalista Isabela Boscov e os escritores Daniel Galera e Michel Laub estão entre as novas atrações confirmadas na programação do 9º Festival de Inverno de Porto Alegre. A retomada do evento, depois de três anos de interrupção, promete movimentar o cenário cultural da cidade entre os dias 24 de julho e 2 de agosto - incluindo cursos, palestras, debates, espetáculos e sessões de cinema temáticas em espaços como o Centro Municipal de Cultura, Arte e Lazer Lupicínio Rodrigues (CMC) e a Cinemateca Capitólio Petrobras.
 
A música terá destaque na abertura e no encerramento do ciclo. No primeiro dia de atividades, (24 de julho, segunda-feira), o Quarteto Osesp fará uma apresentação especial no Teatro Renascença, às 19h. Na última noite da programação no CMC (30 de julho, domingo), a atração é o violonista e compositor argentino Esteban Morgado e seu quarteto, com participação especial de Luiz Carlos Borges. O show As Mulheres da Banda (com Muni, Lara Rossato, Ana Lonardi, Adriana Deffenti e Banda Municipal) e o especial Kind of Blue (com o jornalista Paulo Moreira e o músico Jorginho do Trompete e Quarteto) estão agendados para o sábado, 29.
 
A Nova Era de Ouro da TV Americana é o tema do curso que a jornalista Isabela Boscov, crítica de cinema da revista Veja, vai ministrar na Sala Álvaro Moreyra, entre os dias 25 e 27, à tarde. Também na Álvaro Moreyra, no dia 24, os autores Michel Laub e Daniel Galera vão participar do curso Escritores Gaúchos em Ação, que vai reunir alguns dos principais nomes da nova geração da literatura em atividade no Estado.
 
O mundo literário é um dos eixos principais da programação, com cursos voltados a autores latino-americanos como Jorge Luis Borges e Gabriel García Márquez no CMC. Entre os ministrantes, estão professores e autores argentinos como Martin Kohan, Ariel Schettini e Silvia Hopenhayn. Borges também será tema de um ciclo de filmes na Cinemateca Capitólio, incluindo produções como Dias de Ódio (de Leopoldo Torre Nilsson) e Em Busca de Borges (de Cristiano Burlan). “O festival sempre teve essa aproximação com o Prata e esse cunho de discutir ideias em literatura, filosofia e história, complementando com a música. Assim, é um evento fiel a sua natureza”, explica o coordenador do Livro e Literatura, Sergius Gonzaga.
 
Outras atrações do festival serão o dramaturgo romeno Matéi Visniec, a socióloga argentina Susana Saulquin, o historiador Voltaire Schilling e os jornalistas Leandro Narloch e Mônica Waldvogel, abordando temas como moda, mídia, artes cênicas e revolução russa. Entre os dias 24 e 29, uma feira irá reunir livreiros independentes no CMC, com participação de livrarias como Traça, Taverna, L&PM, Terceiro Mundo, Palmarinca, Calle Corrientes e Tomo. Algumas das atividades do festival têm entrada franca, outras têm ingressos a R$ 40, com 50% de desconto para idosos, estudantes e servidores do município.
 
O 9° Festival de Inverno é uma realização da Prefeitura de Porto Alegre e da Secretaria Municipal da Cultura, por meio da Coordenação do Livro e Literatura. Correalização de Fecomércio/Sesc. O evento conta com patrocínio de Panvel Farmácias, Fleming e Icatu, apoio gastronômico dos restaurantes Al Dente e Peppo Cucina e apoio da vinícola Cave de Pedra.
 
Ingressos
 
Começa no dia 17 de julho, no Centro Municipal de Cultura, a venda de passaportes para o Festival de Inverno. No valor de R$ 100, o passe dá acesso a todas as atividades do CMC e da Cinemateca Capitólio Petrobras.
A venda individual de ingressos será feita nos próprios dias das atividades, duas horas antes do início de cada evento. Os preços por pessoa são: R$ 40 (inteiro) e R$ 20 (estudantes, pessoas com idade a partir de 60 anos e servidores municipais de Porto Alegre).
 
Informações: Coordenação do Livro e Literatura, pelos telefones (51) 3289-8050 / 8052 ou pelo e-mail festivaldeinvernopoa@gmail.com
 
Programação Festival de Inverno 2017
 
Dia 24, segunda-feira
 
9h às 21h30 - Feira de livreiros independentes (diariamente, até 29 de julho)
Centro Municipal de Cultura
Entrada franca
 
15h - Exibição de documentário e debate sobre José Guilherme Merquior: Paixão pela Razão (com João Cezar de Castro Rocha/Uerj e Sergius Gonzaga). Duração: 2h
Cinemateca Capitólio Petrobras
Entrada franca
 
18h30 - Curso Escritores Gaúchos em Ação (Robertson Frizero e Luiz Gonzaga Lopes). Duração: 1h30min
Sala Álvaro Moreyra
Entrada franca
 
20h - Quarteto Osesp. Duração: 1h
Teatro Renascença
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
Dia 25, terça-feira
 
9h - Palestra Drummond Cordial (com Jerônimo Teixeira). Duração: 1h30
Sala Álvaro Moreyra
Entrada franca
 
10h30 – Curso sobre Jorge Luis Borges - Breve História da Eternidade (com Martin Kohan). Duração: 1h30
Teatro Renascença
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
14h30 - A Nova Era de Ouro da TV Americana (com Isabela Boscov). Duração: 1h30
Sala Álvaro Moreyra
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
14h30 - Curso sobre Gabriel García Márquez - O Romance do Século XX (com Karina Lucena e Sergius Gonzaga). Duração: 1h30
Auditório do Atelier Livre
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
16h - Curso Escrita de Mulher (com Regina Zilberman, Márcia Ivana e Jane Tutikian). Duração: 2h
Teatro Renascença
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
16h30 - Curso As Ideias de Nosso Tempo - Conservadorismo, Liberalismo e Progressismo (com Eduardo Wolf). Duração: 1h30
Sala Álvaro Moreyra
Entrada franca
 
18h - Curso sobre escritores argentinos (com Ariel Schettini e Silvia Hopenhayn).  Duração: 1h30
Auditório do Atelier Livre
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
18h30 - Curso Escritores Gaúchos em Ação (com Reginaldo Pujol Filho e Cristiano Baldi). Duração: 1h30
Biblioteca Pública Josué Guimarães
Entrada franca
 
18h30 -  Curso Revolução Soviética e Stalinismo (com Voltaire Schilling). Duração: 1h30min
Sala Álvaro Moreyra
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
 
20h - Sessão do filme Invasão (1969, 120 minutos), de Hugo Santiago
Cinemateca Capitólio Petrobras
Entrada franca
 
Dia 26, quarta-feira
 
9h - Curso Nelson Rodrigues - A Grande Síntese Melodrama e Naturalismo (com Luiz Arthur Nunes). Duração: 1h30
Sala Álvaro Moreyra
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
10h30 – Curso sobre Jorge Luis Borges - Breve História da Eternidade (com Martin Kohan). Duração: 1h30
Teatro Renascença
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
14h30 - A Nova Era de Ouro da TV Americana (com Isabela Boscov). Duração: 1h30
Sala Álvaro Moreyra
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
14h30 - Curso sobre Gabriel García Márquez - O Romance do Século XX (com Karina Lucena e Sergius Gonzaga). Duração: 1h30
Auditório do Atelier Livre
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
16h - Curso Escrita de Mulher (com Regina Zilberman, Márcia Ivana e Jane Tutikian). Duração: 2h
Teatro Renascença
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
16h30 - Curso As Ideias de Nosso Tempo - Conservadorismo, Liberalismo e Progressismo (com Eduardo Wolf). Duração: 1h30
Sala Álvaro Moreyra
Entrada franca
 
18h – Curso sobre Escritores Argentinos - Ariel Schettini e Silvia Hopenhayn.  Mediação: Ricardo Barberena. Duração: 1h30
Auditório do Atelier Livre
R$ 40 (R$ 20 – promocional)
 
18h30 - Curso Revolução Soviética e Stalinismo (com Voltaire Schilling). Duração: 1h30
Sala Álvaro Moreyra
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
18h30 – Curso Escritores Gaúchos em Ação (com Michel Laub e Daniel Galera). Duração: 1h30
Biblioteca Pública Josué Guimarães
Entrada franca
 
20h - Histórias Extraordinárias da Escravidão Brasileira (com Leandro Narloch). Duração: 1h30
Teatro Renascença
Entrada franca
 
20h - Reflexões sobre Gastronomia (com Filipe Lopes, Marcelo Schambeck e Diogo Carvalho). Duração: 1h30
Sala Álvaro Moreyra
Entrada franca
 
20h - Sessão do filme Garoto (2015, 70 minutos), de Júlio Bressane
Cinemateca Capitólio Petrobras
Entrada franca
 
Dia 27, quinta-feira
 
9h - Curso Nelson Rodrigues - A grande Síntese Melodrama e Naturalismo (com Luiz Arthur Nunes. Duração: 1h30
Sala Álvaro Moreyra
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
10h30 – Curso sobre Jorge Luis Borges - Breve História da Eternidade (com Martin Kohan). Duração: 1h30
Teatro Renascença
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
14h30 - A Nova Era de Ouro da TV Americana (com Isabela Boscov). Duração: 1h30
Sala Álvaro Moreyra
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
14h30 - Curso sobre Gabriel García Márquez - O Romance do Século XX (com Karina Lucena e Sergius Gonzaga). Duração: 1h30min
Auditório do Atelier Livre
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
16h - Curso Escrita de Mulher (com Regina Zilberman, Márcia Ivana e Jane Tutikian). Duração: 2h
Teatro Renascença
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
16h30 - Curso “As Ideias de Nosso Tempo” - Conservadorismo, Liberalismo e Progressismo (com Eduardo Wolf). Duração: 1h30
Sala Álvaro Moreyra
Entrada franca
 
18h – Curso sobre Escritores Argentinos – Silvia Hopenhayn. Mediação: Ricardo Barberena. Duração: 1h30
Auditório do Atelier Livre
 
18h – Sessão do filme Dias de Ódio (1954, 70 minutos), de Leopoldo Torre Nilsson
Cinemateca Capitólio Petrobras
Entrada franca
 
18h30 - Curso Revolução Soviética e Stalinismo (com Voltaire Schilling). Duração: 1h30
Sala Álvaro Moreyra
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
18h30 - Curso Escritores Gaúchos em Ação (com Chico Botelho e Gustavo Melo Czekster). Duração: 1h30
Biblioteca Pública Josué Guimarães
Entrada franca
 
20h - Painel Pós-Verdades, Fake News e Jornalismo (com Mônica Waldvogel e Filipe Vilicic). Mediação: Paulo Germano. Duração: 1h30
Teatro Renascença
Entrada franca
 
20h – Sessão do filme Paris nos Pertence (1961, 135 minutos), de Jacques Rivette
Cinemateca Capitólio Petrobras
Entrada franca
 
Dia 28, sexta-feira
 
9h - Curso Nelson Rodrigues - A grande Síntese Melodrama e Naturalismo (com Luiz Arthur Nunes. Duração: 1h30
Sala Álvaro Moreyra
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
10h30 – Curso sobre Jorge Luis Borges - Breve História da Eternidade (com Martin Kohan). Duração: 1h30
Teatro Renascença
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
14h30 - Curso sobre Gabriel García Márquez - O Romance do Século XX (com Karina Lucena e Sergius Gonzaga). Duração: 1h30
Auditório do Atelier Livre
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
16h - Curso Escrita de Mulher (com Regina Zilberman, Márcia Ivana e Jane Tutikian). Duração: 2h
Teatro Renascença
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
18h – Curso sobre Escritores Argentinos – Silvia Hopenhayn. Mediação: Ricardo Barberena. Duração: 1h30
Auditório do Atelier Livre
R$ 40 (R$ 20 – promocional)
 
18h – Sessão do filme Jauja (2014, 110 minutos), de Lisandro Alonso
Cinemateca Capitólio Petrobras
Entrada franca
 
18h30- Curso Escritores Gaúchos em Ação (com Julia Dantas e Moema Vilela).  Duração: 1h30
Biblioteca Pública Josué Guimarães
Entrada franca
 
20h - Curso A Morte da Moda (com Susana Saulquin). Duração: 1h30
Teatro Renascença
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
20h – Projeto Raros Especial - sessão do filme A Estratégia da Aranha (1970, 100 minutos), de Bernardo Bertolucci
Cinemateca Capitólio Petrobras
Entrada franca
 
Dia 29, sábado
 
9h – Passeio Literário por Porto Alegre (com Luís Augusto Fischer e Glênio Bohrer). Duração: 3h
Paço Municipal
Entrada franca
 
10h - Curso A Morte da Moda (com Susana Saulquin). Duração: 2h
Teatro Renascença
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
16h - A História de Kind of Blue - O maior disco da história do Jazz (com Paulo Moreira e Jorginho do Trompete e Quarteto). Duração: 1h
Sala Álvaro Moreyra
Entrada franca
 
18h – Sessão do filme Em Busca de Borges (2016, 85 minutos), de Cristiano Burlan
Cinemateca Capitólio Petrobras
Entrada franca
 
20h – Espetáculo As Mulheres da Banda (com Muni, Lara Rossato, Ana Lonardi, Adriana Deffenti e Banda Municipal). Duração: 1h30min
Teatro Renascença
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
20h – Sessão do filme A Intrusa (1979, 100 minutos), de Carlos Hugo Christensen
Cinemateca Capitólio Petrobras
Entrada franca
 
Dia 30, domingo
 
15h – Palestra do dramaturgo Matéi Visniec. Duração: 2h
Sala Álvaro Moreyra
Entrada franca
 
18h - Sessão do filme Jauja (2014, 110 minutos), de Lisandro Alonso
Cinemateca Capitólio Petrobras
Entrada franca
 
20h - Show de Esteban Morgado Cuarteto, com participação de Luiz Carlos Borges. Duração: 2h
Teatro Renascença
R$ 40 (R$ 20 - promocional)
 
20h - Sessão do filme Dias de Ódio (1954, 70 minutos), de Leopoldo Torre Nilsson
Cinemateca Capitólio Petrobras
Entrada franca
 
Terça, dia 1º de agosto
 
18h - Sessão do filme Invasão (1969, 120 minutos), de Hugo Santiago
Cinemateca Capitólio Petrobras
Entrada franca
 
20h - Sessão do filme Performance (1970, 105 minutos), de Nicolas Roeg e Donald Cammell
Cinemateca Capitólio Petrobras
Entrada franca
 
Quarta, dia 2 de agosto
 
18h - Sessão do filme Garoto (2015, 70 minutos), de Júlio Bressane
Cinemateca Capitólio Petrobras
Entrada franca
 
20h - Sessão do filme O Navio dos Afogados (1983, 110 minutos), de Raúl Ruiz
Cinemateca Capitólio Petrobras
Entrada franca
 
Informações: Coordenação do Livro e Literatura, pelos telefones (51) 3289-8050 / 8052 ou pelo e-mail festivaldeinvernopoa@gmail.com
 
 






Texto de: Cátia Bandeira
Edição de: Gilmar Martins
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

10 de julho de 2017

Abertas as inscrições para cursos extras do Atelier Livre



Foto: Divulgação/PMPA
Inscrições vão até o dia 4 de agosto, e aulas começam no dia 7 Inscrições vão até o dia 4 de agosto, e aulas começam no dia 7
Começa nesta terça-feira, 10, o período de inscrições para seis novos cursos extras no Atelier Livre Xico Stockinger, lno Centro Municipal de Cultura, Av. Erico Verissimo, 307. As atividades, de curta duração, contemplam as áreas de pesquisa e prática artística, confecção de moldes para restauro e reproduções, fotografia,  pintura de natureza, história da arte e arte contemporânea. As inscrições seguem até 4 de agosto. As aulas começam a partir do dia 7 de agosto.
 
Serviço

Informações: alivre@smc.prefpoa.com.br e (51) 3289 8057/ 3289 8058
Início dos cursos extras: 7 agosto
Inscrições: De 10 de julho a 4 de agosto

As atividades
 
A pesquisa como prática – apresentação de processos, orientação de projetos, com Gabriela K. Motta
Valor: R$ 30,00
Dia/Turno: quarta-feira / tarde 
Aula aberta: 16 de agosto, 17h30 (auditório)
Duração: agosto a outubro
Tema: relação entre pesquisa e prática artística, onde serão apresentadas algumas proposições de artistas em atividade no Brasil, e suas respectivas pesquisas artísticas. Também serão realizadas leituras de portfólio individuais. Cada leitura terá duração de uma hora. 
 
Moldes para  restauro  e reproduções , com Luiz Henrique Mayer 
Dia/turno: quinta-feira, noite
Valor: R$ 200,00
Duração: agosto a novembro
Tema: confecção de formas de gesso e formas de silicone liquida e espatulado, com exercício com simulação de restauro em moldura e escultura, reconstituindo partes das mesmas. O grupo fará a  recuperação do o monumento Sírio Libanês, no Parque Farroupilha.
 
Fotografia: elementos de composição fotográfica, com Vilma Sonaglio
Dia/turno: quarta-feira, tarde
Valor: R$ 200, 00
Duração: 9 de agosto a 4 de outubro 
Tema: elementos de composição fotográfica (regra dos terços; linhas diagonais, verticais, horizontais; planos; luz; etc) , com aulas expositivas e práticas. O curso será ministrado para celular e/ou máquina fotográfica (que o aluno saiba operar).
 
Ateliê de pintura como observatório da natureza, com Lilian Maus
Dia/turno: quinta-feira, tarde
Duração: agosto a outubro 
Valor: R$ 200,00
Tema: relação entre a pintura e a produção de conhecimento científico, através do exercício de observação da natureza e do deslocamento na paisagem para a realização da produção artística. Serão estudados teóricos da filosofia da paisagem, como Michel Collot, artistas viajantes como Debret, Marianne North e Margaret Mee, além de pintores de paisagem contemporâneos e do séc. XIX. 
 
História da arte: uma abordagem sob a perspectiva do desenho, com Mônica Sofia 
Dia/turno: terça-feira/ tarde
Valor: R$ 200,00
Duração: agosto a novembro
Tema: analise da arte como produto de uma construção racional e seus acontecimentos históricos, suas ressignificações conceituais e questionamentos com os diferentes aspectos do desenho.
 
Arte contemporânea - processos e contextos, com Glaucis de Morais
Dia/turno: quinta – feira /noite
Valor: R$ 200,00
Duração: 17 de agosto a 26 de outubro
Tema: debates sobre as décadas de 60 e 70, diversos paradigmas da arte moderna são colocados em questão abrindo à experiência da arte para uma dissolução dos campos ou categorias até então demarcadas pelo modernismo. Trata-se do fim dos estilos, das escolas bem definidas seguindo uma teoria unificada.

 


/atelier_livre


Texto de: Thiago Copetti
Edição de: Paulo Cesar Pinheiro Flores dos Santos
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

7 de julho de 2017

Sábado tem cinema ao ar livre no Jardim Lutzenberger



Edição do CINEAbacaxi começa às 16h, tem entrada franca e aborda a ditadura militar
Edição do CINEAbacaxi começa às 16h, tem entrada franca e aborda a ditadura militar
Neste sábado (8), o Jardim Lutzenberger, da Casa de Cultura Mario Quintana (CMQ) recebe a quarta edição do CINEAbacaxi, que será dedicada ao período da Ditadura Militar. A partir das 16h serão exibidos os curtas Projeto 68 (Júlia Mariano/ RJ), Quando a Chuva Passa (Henrique Dantas/ BA) e Ser tão Cinzento (Henrique Dantas/ BA). A entrada é gratuita.
Produzido pelo Coletivo Paranoia, o CINEAbacaxi propõe uma mostra mensal de curta-metragens independentes, de diferentes regiões do país. Os filmes são projetados nas paredes do Centro Histórico. Para acompanhar as exibições, o projeto também realiza uma roda de conversa ou debate, contando, sempre que possível, com profissionais ligados ao cinema.
Para Camila Proto, do Coletivo Paranoia, “será um momento de reflexão, de escuta e também de fala. Além da exibição dos filmes, vamos propor um debate sobre o tema, pois precisamos fortalecer o diálogo e a reflexão sobre o que vivemos e filmamos”, explica.
SERVIÇO
CINEAbacaxi – Edição Ditadura Militar
Data: 8 de julho | Sábado
Hora: 16h
Local: Jardim Lutzenberger – 5º andar da CCMQ (Andradas, 736)
Entrada gratuita

Estado abre financiamento de R$ 2,5 milhões para cultura em municípios gaúchos




A assinatura do edital foi feita ao lado do presidente da Famurs, Luciado Pinto, prefeito de Arroio dos Ratos

A assinatura do edital foi feita ao lado do presidente da Famurs, Luciado Pinto, prefeito de Arroio dos Ratos
Foi lançado na manhã desta quarta (5) o Edital nº 10/2017 da Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer (Sedactel), oportunizando o financiamento total de R$ 2,5 milhões para a área da cultura de municípios do Estado. O concurso está aberto por intermédio do Fundo de Incentivo à Cultura (FAC), uma forma de fomento direto do Governo do Estado para o setor. As inscrições podem ser feitas a partir do dia 6 de julho, até o dia 31 de agosto. As condições gerais e exigências estão disponíveis no site www.procultura.rs.gov.br, no link dos editais do FAC (link para o edital no final da matéria)
O lançamento foi feito na abertura do 37º Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul, realizado pela Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs), que reúne mais de 500 gestores municiais nos dias 5 e 6 de julho no Centro de Eventos do Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre. “Com o desenvolvimento dos municípios, todo o estado cresce. Este edital abre uma oportunidade para o fomento a partir da política de cultura local”, afirmou o secretário da Sedactel, Victor Hugo, na cerimônia. A assinatura foi feita ao lado do presidente da Famurs, Luciano Pinto, prefeito de Arroio dos Ratos.
O concurso aberto irá premiar projetos de Editais Municipais que tenham por objetivo o fomento à produção artística e cultura local, a valorização de artistas regionais e iniciativas inovadoras, ocupação de espaços públicos, entre outras metas, todas especificadas no texto do edital. A prefeitura deve selecionar uma das três faixas de valores propostas: de R$ 50 mil, que terá 10 projetos aprovados; de R$ 100 mil, que terá 14 projetos aprovados; ou de R$ 150 mil, que terá quatro projetos aprovados. Um valor de contrapartida é exigido, que varia de acordo com a faixa de valor pleiteado e a classificação do município no Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese). Os projetos serão selecionados a partir de uma avaliação de mérito, em um sistema de pontuação, onde apenas os municípios que tiverem Conselho, Plano e Fundo Municipal de Cultura poderão atingir a nota máxima de 100 pontos.
24° Fórum dos Dirigentes Municipais de Cultura do RS
Também acontece durante os dois dias do Congresso de Municípios da Famurs o 24° Fórum dos Dirigentes Municipais de Cultura do RS, com o tema “A cultura na superação dos desafios da gestão pública”. A abertura do Fórum, na quarta-feira (5) à tarde, teve homenagens aos 85 anos do Coral Auxiliadora de Bagé e aos 65 anos de regência da maestrina Gilca Nochi Colares, assim como ao município de Ijuí, sendo reconhecido como a capital Nacional das Etnias.
Ao participar da mesa com o debate “Políticas Públicas para o desenvolvimento cultural do Estado do Rio Grande do Sul”, o secretário Victor Hugo saudou, primeiramente, a qualidade e a importância dos dirigentes municipais de cultura do Rio Grande do Sul, reforçando a importância do trabalho em conjunto. “Não existe qualquer forma de fazer política pública na cultura se não for por meio de parceria com os municípios”, afirmou.
Victor citou como exemplo da união entre as diferentes esferas públicas o secretário-adjunto da Sedactel, André Kryszczun, que trouxe ao cargo no Estado a experiência obtida durante a gestão da pasta da cultura municipal. A importância da continuidade das ações também foi destaque na fala do secretário, que fez menção ao coordenador do Sistema Pró-Cultura RS, Rafael Balle, servidor público estadual, que como os demais funcionários do quadro, acumula as experiências das gestões anteriores.
Como ferramentas de promoção e desenvolvimento de uma política para a cultura, o secretário enalteceu o trabalho do Conselho Estadual de Cultura, onde 50% dos membros indicados pelo governador José Ivo Sartori já foram secretários de cultura em seus municípios. No final do deste primeiro dia, um debate foi realizado entre os presentes.

4 de julho de 2017

Ospa participa da Campanha do Agasalho da Prefeitura


04/07/2017 12:45:23

Foto: Ana Eidam/Divulgação PMPA
Apresentação será gratuita e vai trazer obras de compositores gaúchos Apresentação será gratuita e vai trazer obras de compositores gaúchos
Uma apresentação diferenciada e com temática gaúcha sobe ao palco do Araújo Vianna, no próximo domingo, 9, pelas mãos da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa). Sob a regência de Evandro Matté, a orquestra fará um concerto gratuito exclusivamente com obras de compositores gaúchos de diferentes gerações. Tasso Bangel, Matheus Kleber, Arthur de Faria e Pedro Figueiredo serão os convidados especiais da apresentação, marcada para iniciar às 18h. No evento serão arrecadadas doações de roupas para a Campanha do Agasalho 2017 da prefeitura municipal.
 
A maior parte dos arranjos orquestrais foi feita especialmente para a apresentação, que tem entrada franca com distribuição de senhas. O Banrisul é o apresentador oficial da Série Araújo Vianna de concertos da Ospa, e a Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre é parceira na promoção. 
 
Matté, diretor artístico da Ospa explica a ideia da apresentação é valorizar a música feita no Estado. “Os músicos que receberemos neste concerto vêm desenvolvendo um trabalho muito rico para a nossa cultura, mais especificamente na música instrumental. Nas mãos da Ospa, as suas obras ganharão uma nova projeção. Estamos felizes em integrá-los ao nosso repertório”, comemora o maestro.

Serviço:

Distribuição de senhas:
Sábado, dia 8/07, das 9h às 17h, na bilheteria do Auditório
Domingo, dia 9/07, das 9h às 18h, na bilheteria do Auditório
Cada pessoa poderá retirar duas senhas
 
Apresentação:
Quando: 9 de julho, domingo, às 18h
Onde: Auditório Araújo Vianna (Av. Osvaldo Aranha, s/nº – Redenção)
 
Programa:
Alberto Nepomuceno: “Batuque”
Tasso Bangel: “Querência Sul” e “Coração Farroupilha”
Arthur de Faria: “Prenda Minha Nossa!” e “Suíte Ultralírica”
Lorenzo Fernandez: “Batuque”
Matheus Kleber: “Orvalho” e “Milonga Manca”
Pedro Figueiredo: “Lua Rosa”
Arthur Barbosa: Sinfonia Brasileira – 2º movimento
Regente: Evandro Matté
Solistas: Tasso Bangel, Arthur de Faria, Matheus Kleber e Pedro Figueiredo

Campanha do Agasalho

A meta da prefeitura é de arrecadar 245 mil peças até o fim da campanha, em 31 de agosto. No aplicativo #EuFaçoPOA/Campanha do Agasalho, disponível para Android, e na página da campanha, há todas as informações necessárias sobre os locais de doações e cadastro de novos parceiros para pontos de coleta.

 
 

Texto de: Thiago Copetti
Edição de: Paulo Cesar Pinheiro Flores dos Santos
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.