Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

28 de junho de 2017

Decreto regulamenta parcerias com organizações da sociedade civil


Foto: Joel Vargas/PMPA

Marchezan destacou a modernização nas relações do Município com as entidades Marchezan destacou a modernização nas relações do Município com as entidades
Para enfrentar a mais grave crise financeira da história de Porto Alegre, a atual gestão municipal tem apostado nas parcerias. Como forma de avançar de maneira responsável e sustentável, o prefeito Nelson Marchezan Júnior assinou na tarde desta terça-feira, 27, na escola de Educação Infantil Marieta Paixão Araújo, o decreto que regulamenta a Lei Federal n° 13.019, em vigor desde 1° de janeiro 2017. A partir desta medida, a Prefeitura de Porto Alegre e as organizações da sociedade civil sem fins lucrativos poderão firmar acordos para a obtenção de finalidades de interesse público e recíproco. Na prática, as parcerias poderão ajudar a cidade a ter melhores serviços oferecidos à população.
A lei federal é conhecida como o marco regulatório das organizações da sociedade civil. As organizações da sociedade civil são entidades privadas sem fins lucrativos, ou seja, que desenvolvem ações de interesse público e não têm o lucro como objetivo. Tais organizações atuam na promoção e defesa de direitos e em atividades nas áreas de direitos humanos, saúde, educação, cultura, ciência e tecnologia.
“Este é o marco regulatório que permite contratualizar com sociedade civil, que permite que a sociedade nos indique e nos cobre o que eles querem para suas comunidades. Assim, a prefeitura vai poder entregar serviços com qualidade para a sociedade", afirmou o secretário-adjunto da Cultura, Eduardo Wolf. Ele ainda destacou que a sociedade poderá propor políticas públicas, aprofundando ainda mais a participação popular nas ações públicas.
As parcerias entre o Estado e as organizações da sociedade civil qualificam as políticas públicas, aproximando-as das pessoas e das realidades locais e possibilitando a solução de problemas sociais específicos de forma criativa e inovadora.
"Vamos aplicar na prática essa modernização nas nossas relações com as entidades. Estamos trabalhando, em parceria com profissionais do Sescon, para dar mais transparência, tranquilidade para a regularização jurídica nas prestações de contas de entidades que têm pendências, especialmente aquelas ligadas à Fasc. Nós, da estrutura política, só conseguimos fazer mudanças se a sociedade organizada nos ajudar. Políticos só podem fazer diferença se atingirem a vida real das pessoas e estamos engajados neste processo. Assim como vocês aqui da escola, que fazem a diferença na vida das crianças diariamente", disse o prefeito Marchezan.
A Prefeitura mantém controle total do processo: define comissão de seleção, monitoramento e avaliação dos termos. Define, ainda, a abertura de editais, os chamamentos públicos, aplica penalidades previstas nos editais, decide sobre a prestação de contas, prazos, rescisão, termos de colaboração.
O Termo de Fomento e o Termo de Colaboração são os novos instrumentos jurídicos para a celebração de parcerias com as organizações da sociedade civil, em substituição aos convênios. Regulamenta convênios de forma organizada, melhorando a relação do poder público com as organizações.
O secretário da Educação, Adriano Naves de Brito também participou do ato de assinatura do decreto: "Prazer estar aqui, neste prédio que é da prefeitura e tem a gestão da sociedade civil. Temos 226 entidades que atendem desse modo, conveniadas. E temos a tarefa de fazer essa transição para o novo marco regulatório. A parceria nesta escola nasceu do esforço de associação de moradores, o que demonstra como essa parceria é válida".
Segurança jurídica - Na prática, estas parcerias irão trazer inúmeras vantagens já que possibilitarão mais transparência, maior controle e menos burocracia.  É um instrumento que irá oferecer segurança jurídica para todos os envolvidos, possibilitando, ainda, programas de longo prazo de duração, que, inclusive, poderão ser ajustados ao longo da vigência.  Além disto, a própria sociedade poderá propor políticas públicas. Áreas como saúde, cultura, desenvolvimento social e educação poderão ter parcerias com as organizações sem fins lucrativos.
São três as formas de parceria permitidas pelo decreto:
1. Termo de colaboração – instrumento pelo qual são feitas parcerias propostas pelo município com organizações da sociedade civil para finalidades de interesses recíprocos que envolvam transferência de recursos.
2. Termo de fomento – são formalizadas parcerias propostas pelas organizações da sociedade civil que envolvam recursos financeiros. Aqui, a própria sociedade civil pode provocar o poder público sugerindo parcerias a serem concretizadas.
3. Acordo de cooperação – são firmadas parcerias sem envolver recursos financeiros.



/gestao

Texto de: Claiton Magalhães
Edição de: Paulo Cesar Pinheiro Flores dos Santos
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

27 de junho de 2017

Lançada a programação do 9º Festival de Inverno


Foto: Joel Vargas/PMPA

Plateia lotada para ouvir Gonçalo Tavares e conhecer as atrações previstas Plateia lotada para ouvir Gonçalo Tavares e conhecer as atrações previstas
Foto: Joel Vargas/PMPA
Alabarse (E) e Gonzaga (D) enalteceram o esforço para a retomada do Festival Alabarse (E) e Gonzaga (D) enalteceram o esforço para a retomada do Festival
Foi lançada oficialmente nessa segunda-feira, 26, com palestra do escritor português Gonçalo M. Tavares, a 9° edição do Festival de Inverno. As atividades programadas pela Coordenação do Livro e Literatura da Secretaria Municipal da Cultura incluem cursos e debates sobre literatura, cinema, música, moda e até uma caminhada cultural. 
 
Na abertura, o secretário Municipal da Cultura, Luciano Alabarse, reforçou a importância do Festival de Inverno, considerado um dos principais projetos do calendário cultural da Cidade. "O festival sempre se caracterizou por trazer inteligência para aqueles que gostam de pensar a cultura", explicou Alabarse. Para o coordenador do Livro e Literatura, Sérgius Gonzaga, a retomada do festival nesse momento social e econômico representa uma oportunidade de crescimento cultural. Sérgius Gonzaga destacou ainda a realização de uma mini Feira do Livro, com a participação de oito livrarias, num resgate das tradições livreiras.
 
Programação - Tendo como base principal o Centro Municipal de Cultura Lupicínio Rodrigues, ações simultâneas na Cinemateca Capitólio Petrobras e uma ação especial no Paço Municipal, o festival abriga cerca de 30 cursos, cinco palestras/painéis, uma dezena de filmes, um passeio literário e dois shows. Para acompanhar a intensa agenda, o ideal é se programar com antecedência. O Passaporte do Festival de Inverno dará direito a acompanhar todas as atividades no Centro Municipal de Cultura e assistir filmes que integram a programação da Cinemateca por um preço único de R$ 100.
 
Interrompido em 2013 e marcado em suas oito edições anteriores principalmente pela música, a 9º edição do evento terá novo formato, conduzido especialmente pelo mundo das letras. Um dos destaques das atrações literárias é o foco latino, com amplo espaço, por exemplo, para a Argentina e um curso voltado ao maior expoente literário do país, Jorge Luís Borges. Mas a semana também terá páginas dedicadas a debater a obra de escritores gaúchos,  a escrita feminina, a obra de Gabriel Garcia Marques e dos brasileiros Nelson Rodrigues e Carlos Drummond de Andrade. Na literatura contemporânea nacional, Leandro Narloch é uma das atrações, falando sobre a construção do Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil, publicado pela editora LeYa.
 
Artes cênicas - Mesmo sem a apresentação de espetáculos teatrais, as artes cênicas terão um nome de peso para colocar os holofotes durante o festival. O dramaturgo romeno Mattéi Visniec desembarca em Porto Alegre em 30 de julho, no encerramento do festival. Naturalizado francês – Visniec vive em Paris há mais de 30 anos, onde se refugiou da ditadura de Nicolae Ceauşescu -, o dramaturgo se tornou figura conhecida e respeitada no Brasil há menos de cinco anos, quando teve sua primeira obra publicada em língua portuguesa pela editora É Realizações.
 
Cinema - Já o cinema terá sala cheia com filmes que, de uma maneira ou outra, interagem com a programação literária diária que ocorrerá no Teatro Renascença, na Sala Álvaro Moreyra e no Atelier Livre. Na tela da Cinemateca Capitólio Petrobras serão projetados roteiros argentinos, como Dias de Odio e Jauja, e outras oito obras com foco no mundo latino e nas letras. 
 
Os debates sobre temas contemporâneos terão como uma  das palestrantes Mônica Waldvogel e Filipe Vilicic, no painel A nova era da informação: pós-verdade, fakes e radicalismo. A História tem sua presença com a revisão crítica de Voltaire Schilling sobre os 100 anos da Revolução Russa, celebrados em 2017, passando com olhos aguçados sobre o período stalinista. 
 
Música - Na música, dois shows marcam o início e o último final de semana do evento. No primeiro dia, Paulo Moreira e Jorginho do Trompete e quarteto se apresentam no Teatro Renascença, no dia 24, às 20h, com A História de Kind of Blue - o maior disco da história do jazz, inspirado álbum de estúdio do músico estadunidense de jazz Miles Davis. No sábado, véspera do encerramento, as vozes femininas são a atração, com As Mulheres da Banda, apresentação que reúne a Banda Municipal, Muni, Lara Rossato, Ana Lonardi e Adriana Deffenti.
 
O 9° Festival de Inverno é uma realização da Prefeitura de Porto Alegre e Secretaria Municipal de Cultura, através da Coordenação do Livro e Literatura. Conta com apoio cultural da Panvel Farmácias e Fleming, apoio gastronômico dos restaurantes Al Dente e Peppo Cucina e apoio da vinícola Cave de Pedra.
Programação completa:
(Sujeita a alterações)

Dia 24, segunda-feira
20h – A História de Kind Of Blue – o maior disco da história do jazz.
Paulo Moreira e Jorginho do Trompete e quarteto

Dia 25, terça-feira
9h – Curso sobre Gabriel Garcia Márques
Carina Lucena e Sergius Gonzaga

10h30 – Curso sobre Jorge Luis Borges
Martin Kohan

14h30 – Palestra Drummond Cordial
Jerônimo Teixeira

16h30 – Curso Nelson Rodrigues – entre o naturalismo e o melodrama
Luiz Arthur Nunes

16h30 – Escrita de Mulher
Regina Zilberman, Márcia Ivana, Jane Tutikian

18h – Curso Escritores Gaúchos em Ação  – Chico Botelho
Gustavo Mello Czekster

18h30 – Curso “As Ideias de Nosso tempo - Conservadorismo, Liberalismo e Progressismo
Eduardo Wolf

20h – Sessão filme Invasão

Dia 26, quarta-feira
9h – Curso sobre Gabriel Garcia Márques
Karina Lucena e Sergius Gonzaga

10h30 – Curso sobre Jorge Luis Borges
Com Martin Kohan

10h30 – Curso Revolução Russa e Stalinismo
Voltaire Schilling

16h – Curso Nelson Rodrigues - Entre o Naturalismo e o Melodrama
Luiz Arthur Nunes

16h30 – Escrita da Mulher
Regina Zilberman, Márcia Ivana, Jane Tutikian

18h30 – Curso Escritores Gaúchos em Ação - Robson Frizeiro
Luiz Gonzaga Lopes

18h30 – Curso As Ideias de Nosso tempo - Conservadorismo, Liberalismo e Progressismo

20h30 – Guia Politicamente Incorreto da Escravidão  – Uma Pesquisa Inovadora sobre um dos mais dramáticos Temas da História
Leandro Narloch

Dia 27, quinta-feira
9h – Curso sobre Gabriel Garcia Márquez
Karina Lucena e Sergius Gonzaga

10h30 – Curso sobre Jorge Luis Borges 
Com Martin Kohan

10h30 – Curso Revolução Russa e Stalinismo
Voltaire Schilling

16h – Curso Nelson Rodrigues – Entre o Naturalismo e o Melodrama
Luiz Arthur Nunes

16h30 – Escrita da Mulher
Regina Zilberman, Márcia Ivana, Jane Tutikian

18h – Sessão filme Dias de Ódio

18h – Curso Escritores Gaúchos em Ação  – Reginaldo Pujol Filho
Altair Martins

18h30 – CursoAs Ideias de Nosso tempo - Conservadorismo, Liberalismo e Progressismo

20h – Sessão filme Paris nos Pertence

Dia 28, sexta-feira
9h – Curso sobre Gabriel Garcia Márquez
Karina Lucena e Sergius Gonzaga

10h30 – Curso sobre Jorge Luis Borges
Com Martin Kohan

16h – Curso Nelson Rodrigues  – Entre o Naturalismo e o Melodrama
Luiz Arthur Nunes

16h30 – Escrita da Mulher
Regina Zilberman, Márcia Ivana, Jane Tutikian

18h – Curso Escritores Gaúchos em Ação  – Julia Dantas
Debora Ferraz

18h – Sessão filme Jauja

20h – Curso Revolução Russa e Stalinismo
Voltaire Schilling

20h – Projeto Raros Especial  -  A Estratégia da Aranha

Dia 29, sábado
9h – Painel A Nova Era da Comunicação  – Fake News, Pós Verdade e o Radicalismo nas Redes
Mônica Waldvogel e Filipe Vilicic

9h – Passeio Literário por Porto Alegre
Luis Augusto Fischer e Glênio Bohrer

18h – Sessão filme Em Busca de Borges

20h – Sessão filme Invasores

20h – Show As Mulheres da Banda
Muni, Lara Rossato, Ana Lonardi e Adriana Deffenti

Dia 30, domingo
17h – Palestra do dramaturgo Mattéi Visniec

18h – Sessão filme Dias de Ódio

20h – Sessão filme Jauja

Serviço:
Passaporte do Festival de Inverno: R$ 100, com direito a todas as atividades do Centro Municipal de Cultura e Cinemateca Capitólio.
- Início das vendas passaportes: 17 de julho, no Centro Municipal de Cultura
- Vendas individuais: no dia das atividades, duas horas antes
- Valores individuais: R$ 40 (inteiro), R$ 20 (promocional)
- Informações: Coordenação do Livro e Literatura pelos telefones (51) 3289-8050 / 8052 ou pelo e-mail festivaldeinvernopoa@gmail.com
 



/festival_de_inverno

Texto de: Thiago Copetti
Edição de: Andrea Brasil
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Sarau Brasil 2017- Poema Classificado - Alvirio de Souza- Clube Literário Jardim Ipiranga


ALVIRIO DE SOUZA, o seu poema foi classificado.

Parabéns pela classificação de destaque.

Em breve você receberá mais informações através do editor.

Obrigada,

Alessandra Vieira

Vivara Editora Nacional

Entenda:
Orientado por edital público, o Concurso Nacional Novos Poetas, Prêmio
Sarau Brasil 2017,

recebeu no período de 05 de março a 05 de junho de 2017, o total de 3.706
inscrições de todo o Brasil.>
A Vivara Editora Nacional, informa que recebeu da comissão julgadora no diaa 20 de junho, a lista protocolada dos 250 candidatos classificados no processo seletivo.
*Parabéns!*

O seu poema foi classificado e fará parte do livro,
*Antologia Poética, Prêmio Sarau Brasil 2017.*

26 de junho de 2017

Edital oferece R$ 10 mil a iniciativas que fortalecem cultura popular


Edital vai premiar 500 projetos ligados à culturas populares. 

https://www.youtube.com/feature=player_embedded

            A Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura lançou, dia 5 de junho, o edital Culturas Populares Leandro Gomes de Barros. Serão selecionadas 500 inciativas que fortaleçam as expressões culturais populares brasileiras, com R$ 10 mil cada.


            Serão 200 premiações destinadas a pessoas físicas, 200 a coletivos culturais sem constituição jurídica, 80 voltadas para pessoas jurídicas sem fins lucrativos e com natureza ou finalidade cultural e em homenagem aos mestres já falecidos (in memorian). 

Escola da Ospa promove recital gratuito na Biblioteca Pública



Em sua segunda edição de 2017, Série leva música de câmara à Biblioteca Pública - Foto: Mariana Sirena
Em sua segunda edição de 2017, Série leva música de câmara à Biblioteca Pública – Foto: Mariana Sirena
Estudantes avançados de violoncelo, oboé e violino do Conservatório Pablo Komlós – Escola de Música da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa) se apresentam nesta quarta-feira (28) na Biblioteca Pública do Estado (BPE). Este será o segundo concerto da Série Recitais na Biblioteca 2017, com início às 19h e entrada franca.
O repertório da apresentação contempla obras nos gêneros sonata, concerto e fantasia, compostas por Bernhard Romberg (1767-1841), Georg Friedrich Häendel (1685-1759), Francis Poulenc (1899-1963), Charles Auguste de Beriot (1802-1870) e Ludwig van Beethoven (1770-1827). As peças serão interpretadas por Ricardo da Cruz de Araújo (violoncelo), João Pedro Schwingel Carada (oboé), Mateus Colares de Souza (oboé), Izandra Alves (violino) e Daniela Luz (violino), com acompanhamento do pianista da Ospa André Carrara.
Sobre a Escola de Música da Ospa
Fundada em 1972, a Escola de Música da Ospa – Conservatório Pablo Komlós cumpre função fundamental para o fomento cultural no Rio Grande do Sul. Promove formação musical gratuita, voltada para músicos de orquestra, oferecendo oportunidade de profissionalização na área. Grande parte dos instrumentistas, que hoje integram a Ospa, estudaram na instituição, bem como muitos músicos que atuam em outras orquestras ou nas mais diferentes áreas da música, no Brasil e no exterior. Hoje a escola atende em torno de 200 alunos. Além disso, o conservatório conta com grupos orquestrais, regidos pelo maestro e violinista Arthur Barbosa e com um coral, dirigido pelo regente e violista Cosmas Grieneisen. A direção é de Diego Grendene de Souza.
Série Recitais na Biblioteca 2017
Quando: 28 de junho, quarta-feira, às 19h
Onde: Salão Mourisco da Biblioteca Pública do Estado do Rio Grande do Sul (BPE)
(Rua Riachuelo, 1190, Centro, Porto Alegre-RS)
Mais informações: (51) 3228-6737
ENTRADA FRANCA
PROGRAMA
Romberg, B. – Sonata para cello e piano op. 43 n° 1 em Sib M (1° movimento – Allegro) por Ricardo da Cruz de Araújo (Violoncelo)
Häendel, G. F. – Concerto para oboé e orquestra em Sol m (Grave/Allegro/ Sarabande – Largo/ Allegro) por João Pedro Schwingel Carada (Oboé)
Poulenc, F. – Sonata para oboé e piano (Élégie – Paisiblement/Scherzo – Trés Animé/ Déploration – Trés Calme) por Mateus Colares de Souza (Oboé)
Beriot, C. A. – Fantasia op. 100 por Izandra Alves (Violino)
Beethoven, L. Van – Sonata para violino e piano Op. 23, n°4 em Lá m (1° movimento – Presto) por Daniela Luz (Violino)
Pianista – André Carrara (acompanhamento)

24 de junho de 2017

Festival de Inverno será lançado com palestra de Gonçalo Tavares



O evento que marca o lançamento do 9° Festival de Inverno, nesta segunda-feira, 26, no Teatro Renascença,terá a palestra Literatura, imaginação e realidade, do escritor português Gonçalo Tavares, a partir das 20h. O Festival ocorre de 24 a 30 de julho. 
Com entrada franca e a convite da Coordenação do Livro e Literatura da Secretaria de Cultura de Porto Alegre, Gonçalo falará sobre questões relacionadas à linguagem, à política e à religião na palestra que tem como tema a obra Aprender a rezar na era da técnica, publicado pela Companhia das Letras. No segundo momento do evento, que se encerra às 22h, o escritor aborda a relação da literatura contemporânea com a história do século XX, em que traz ao público debates provocados em Uma menina está perdida no seu século à procura do pai, também publicado no Brasil pela Companhia das Letras.
O evento terá mediação de Ricardo Barbarena (PUCRS), e o escritor Reginaldo Pujol Filho como debatedor. Mais informações: (51) 3289-8050 e 3289-8052

Gonçalo Tavares - Nasceu em Luanda, em 1970, e em seguida foi morar em Portugal. Premiado e elogiado pela crítica, estreou em 2001 com Livro da dança, e vem se firmando como uma das maiores vozes do romance português contemporâneo. De sua autoria, já foram publicados no Brasil O homem ou é tonto ou é mulher, 1, O senhor Valéry, entre outros.






Texto de: Thiago Copetti
Edição de: Andrea Brasil
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

20 de junho de 2017

Cultura recebe inscrições para as Oficinas Descentralizadas


Foto: Divulgação/ PMPA



A Secretaria Municipal de Cultura (SMC), por intermédio da Coordenação de Descentralização da Cultura, recebe a partir de 26 de junho as inscrições para o projeto de oficinas descentralizadas, que serão implementadas dentro da nova estrutura do Sistema de Oportunidades Culturais. Podem ser apresentados projetos nas seguintes áreas: Artes Plásticas, Audiovisual, Fotografia, Música, Dança, Teatro, Poesia, Capoeira, Hip Hop, História em Quadrinhos. As oficinas serão oferecidas durante três meses nos bairros de maior vulnerabilidade social do município
 
Neste ano, as oficinas desenvolverão ações nas modalidades de sensibilização (voltadas para crianças de 4 a 5 anos), e iniciação (6 a 16 anos). As oficinas serão ofertadas durante três meses nos bairros de maior vulnerabilidade social do município.Os ministrantes selecionados passarão por uma formação antes de iniciarem o trabalho.
 
Sistema - O sistema de Oportunidades Culturais é constituído por ações de sensibilização, iniciação, formação e ações repetidas que se estruturam num conjunto de atividades. O objetivo é construir um caminho para a circulação de bens culturais, ao mesmo tempo em que qualifica a relação com os agentes culturais.

Para saber mais acesse o edital.





/cultura

Texto de: Cleber Saydelles
Edição de: Paulo Cesar Pinheiro Flores dos Santos
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

16 de junho de 2017

Renascença e Álvaro Moreyra recebem Festival de Teatro Popular


Foto: Alejandro Marrero/ Divulgação PMPA
Hojas de papel volando cria um contexto espiritual para as palavras Hojas de papel volando cria um contexto espiritual para as palavras
Foto: Rafael Saes/ Divulgação PMPA
A Desmontagem vai expor os processos de criação de diferentes personagens
A Desmontagem vai expor os processos de criação de diferentes personagens
Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz, promove a partir desta sexta-feira, 16, até 25 de junho o 5º Festival de Teatro Popular – Jogos de Aprendizagem. Realizado desde 2010 a mostra apresenta uma programação de espetáculos de teatro, intervenções artísticas e ações formativas. O enfoque do festival está no Teatro Popular, dando visibilidade e reconhecimento à produção artística de grupos teatrais de longa trajetória, comprometidos com sua comunidade de origem, o panorama sócio-político latino-americano e a constante pesquisa estética. Toda a programação tem entrada franca. Senhas são distribuídas 30 minutos antes da apresentação.

Nesta edição, o festival reunirá mais de 20 apresentações teatrais em três mostras artísticas de 11 companhias nacionais e internacionais. A Mostra de Espetáculos homenageia o grande escritor e diretor Arístides Vargas, apresentando quatro obras do dramaturgo, encenadas por companhias da Argentina, do Brasil e do Equador. O próprio Arístides e seu Grupo Malayerba vão acompanhar toda a programação, além de apresentar duas obras e ministrar um workshop de criação teatral. A mostra ainda reúne diferentes produções do Brasil, Costa Rica/Argentina, Cuba e Moçambique/Portugal que se propõem a discutir aspectos da identidade ibero-americana. As obras mergulham em histórias e lendas das culturas originárias ou tematizam o próprio processo de colonização europeia.

A Mostra de Desmontagens contará com a presença de artistas brasileiros e latino-americanos, que trarão para o festival suas experiências de criação teatral em forma de Desmontagens Poéticas. A Desmontagem é um conceito relativamente novo no âmbito das artes cênicas que constitui uma análise e desconstrução do próprio trabalho artístico e, ao mesmo tempo, é obra de arte. A Mostra Pedagógica apresentará trabalhos oriundos de oficinas e processos de formação de diversos grupos e entidades locais. Essa Mostra possibilitará aos participantes a circulação por diferentes locais de apresentação e os aproxima dos grupos e artistas profissionais convidados. As atividades complementares incluirão painéis de debate, oficinas práticas, bate-papos, lançamentos e uma feira itinerante de publicações relacionadas às Artes Cênicas.

O 5º Festival de Teatro Popular – Jogos de Aprendizagem conta com patrocínio da Caixa e apoio do Fundo Iberescena.

Outras informações
www.festivaldeteatropopular.jimdo.com
www.facebook.com/FestivaldeTeatroPopularJogosdeAprendizagem
festivaldeteatropopular@gmail.com

Programação no Centro Municipal de Cultura, Arte e Lazer  Lupicínio Rodrigues:

Segunda-feira, 19

Desmontagem "Evocando os Mortos – Poéticas da Experiência" / Tânia Farias (Brasil)
Sala Álvaro Moreyra – 18 horas
Expondo os processos de criação de diferentes personagens, criadas entre 1999 e 2011, a atriz Tânia Farias mostra o quanto as suas vivências pessoais e de seu grupo, a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz, atravessam os mecanismos de criação. Através da ativação da memória corporal, a atriz faz surgir e desaparecer as personagens, realizando uma espécie de ritual de evocação de seus mortos para compreensão dos desafios de fazer teatro nos dias de hoje. A performance constitui um olhar sobre as discussões de gênero, abordando a violência contra a mulher em suas variantes, e também sobre a importância do autoconhecimento no processo criativo.
Duração: 90 minutos
Classificação: livre

Nos tempos de Gungunhana / Klemente Tsamba (Moçambique/Portugal)
Teatro Renascença – 20 horas
Era uma vez um guerreiro da tribo Tsonga chamado Umbangananamani, que fora casado com uma linda mulher da tribo Macua, de nome Malice. Não tiveram filhos, mas tentaram muito. Este é o mote que dá início ao grande karingana ou conto tradicional sobre a vida de um simples guerreiro, mas que muito rapidamente se transforma numa sequência de outros pequenos karinganas, contados e cantados geralmente com a graça dos ritmos tradicionais de Moçambique. No entanto, este karingana, não tem nada a ver com Gungunhana! A montagem portuguesa que estará no Festival Jogos de Aprendizagem é baseada na tradição oral dos contadores de histórias africanos, onde um único elemento se desdobra em vários personagens para, com a cumplicidade do público, retratar alguns episódios mágicos paralelos à vida do célebre rei tribal moçambicano Gungunhana. O texto da peça é um recorte dos relatos de “Ualalapi”, obra premiada do escritor moçambicano Ungulani Ba Ka Khosa que resulta em um conjunto de histórias dentro de uma história, uma obra que parte de um tempo histórico e de uma cultura particular para depois seguir numa viagem universalista e sem fronteiras.
Duração: 60 minutos
Classificação: 16 anos

Quarta-feira, 21

Hojas de papel volando / Teatro La Rosa (Cuba)
20 horas – Teatro Renascença
Inspirado no livro de poesia homônimo de Patricia Ariza, a peça de Roxana Pineda cria um contexto espiritual para que as palavras funcionem também como ações, um recurso cênico que gera densidade e cria equivalências entre aquilo que se diz e aquilo que acontece aqui e agora. O tema das perdas atravessa toda a peça e, assim o amor, a guerra, a dor pelos mortos, as alegrias de um encontro, a lembrança que evoca e a memória que resiste, podem ser lidos através do vazio que a beleza e a vontade de viver ressarcem. Hojas de Papel Volando fala da vida e é ao mesmo tempo um ato de fé, a presença dos que já não estão e a necessidade de viver conectado às nossas próprias crenças.
Duração: 60 minutos
Classificação: 16 anos




/cultura /teatro

Texto de: Cleber Saydelles
Edição de: Gilmar Martins
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

Sopapo Poético - edição de junho/2017



NA QUARTA EDIÇÃO DE 2017, O SOPAPO POÉTICO RECEBE A CANTORA LIZZA DIAS

O SOPAPO POÉTICO - Ponto Negro da Poesia, neste mês, recebe a vibração e o axé de LIZZA DIAS, cantora e compositora gaúcha radicada no Rio de Janeiro. O evento acontece no próximo dia 27 de junho, terça-feira, no Centro de Referência do Negro Nilo Feijó, Av. Ipiranga, 311, com entrada franca.

O sarau SOPAPO POÉTICO é promovido pela ANdC (Associação Negra de Cultura) desde 2012. A exemplo de outros saraus afro-brasileiros, o encontro celebra o protagonismo negro, em uma roda de atuações, reflexões e de convivências afrocentradas. Sempre na última terça-feira do mês, reúne artistas, pensadores e simpatizantes da cultura negra de resistência.

LIZZA DIAS
Gaúcha de Porto Alegre, Lisiane Dias começou a cantar ainda criança em festas da sua escola. Músicas e sons encantavam a menina, que, fascinada pela cultura afro, se descobriu filha de Yansã através de uma tia yalorixá. Estava então explicada sua ligação com a cultura africana e a sua diversidade musical. Na grande Porto Alegre, cantou em várias bandas, destacando a sua participação na Afro-Tchê, Toque Fatal e Negras em Canto. Atuou ainda como backing vocal em shows de renomados cantores nacionais, como Alcione, Leci Brandão, Dudu Nobre e Almirzinho. Vivenciando arte, no ano de 2000, dedicou-se à dança e passou a ter aulas no Gaden, grupo afro de Porto Alegre, onde nasceu seu interesse pelo jongo.
Radicada no Rio de Janeiro desde 2006, Lizza Dias, que também é compositora, consolidou sua carreira artísitica e atualmente se apresenta com sua banda no projeto Caboclinhas, com um repertório versátil que inclui samba de raiz, forró, frevo, jongo, afoxé e ijexá. Também no Rio, Lizza realiza a oficina "Vivência do Jongo", todas as quintas-feiras, na Casa da Tia Ciata, ensinando a história, passos e cantos ancestrais dos antigos africanos quilombolas. Em 2017, Lizza se dedica à gravação de seu segundo album, recheado de ritmos afros, como samba, jongo, candombe, coco e ijexá.

SOPAPINHOCom a proposta de desenvolver o interesse pela cultura e pela poesia nos pequenos, o Sopapinho é um momento de fortalecimento da identidade étnica e da autoestima das crianças negras. As atividades do Sopapinho, paralelas ao sarau, envolvem brincadeiras, artes visuais, canto, contação de histórias e a participação na roda de poesia. Solicitamos aos pais que tragam lanches para serem compartilhados no sopapinho.

FEIRA AFRO
A Feira Afro acompanha e apoia o Sopapo Poético desde suas primeiras edições, fortalecendo o espírito comunitário do sarau. A diversidade de produtos e estilos é sua característica, reunindo afro-empreendedores e artesãos, com produção voltada para a identidade étnica. Artesanato, alimentação, literatura, estética cultural, vestuário, cosméticos naturais, música - e muito mais - são opções da feira para o eclético público sopapeiro.

CINE KAFUNÉ
Antecedendo o sarau, o Cine Kafuné projeta no telão vídeos clipes e documentários afrocentrados.

crédito das fotos: José Carlos



        
          SOPAPO POÉTICO - Ponto Negro da Poesia
Edição de junho de 2017
Convidada: Lizza Dias
Quando: terça-feira, 27 de junho, às 19h30min
Onde: Centro de Referência do Negro Nilo Feijó
Av. Ipiranga, 311, Menino Deus - Porto Alegre/RS

ENTRADA FRANCA


Contatos:
sopapo.poetico@gmail.com
(51) 99365-3315 - 99117-4559 - 99317-6497 - 99218-5449

Realização:
ANdC - Associação Negra de Cultura

Apoios:
Centro de Referência do Negro Nilo Feijó
Cine Kafuné
Negrestyle
SINDIPETRO - Sindicato dos Petroleiros
Boteko do CANINHA (Areal da Baronesa)
Prefeitura Municipal de Porto Alegre - Secretaria de Desenvolvimento Social








15 de junho de 2017

Sábado tem Brick e Curso de Design de Moda Casa de Cultura Mario Quintana





Eventos acontecem ebntre 12h e 19h, com entrada franca - Foto: Gabriel Schmidt/ Electro Photo

Eventos acontecem entre 12h e 19h, com entrada franca – Foto: Gabriel Schmidt/ Electro Photo
A Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ) recebe no próximo sábado (16) o Brick de Desapegos e o Curso de Design de Moda da Faculdade Senac. Com entrada franca, o evento ocorre das 12h às 19h, na Travessa dos Cataventos.
O Curso de Desing vai trazer à Travessa o desfile “Pausa para Moda”, com peças feitas pelos alunos com o tema Upcycling, além da Mostra de Designers, com trabalhos autorais e um bate-papo com professores e alunos. Para esta atividade serão disponibilizadas 20 vagas e as inscrições podem ser feitas antecipadamente, pelos contatos abaixo.
Além da gastronomia, bebida artesanal e a presença de DJs, o Brick terá mais de 40 expositores entre desapegos, brechós e marcas autorais sustentáveis. Quem quiser expor, deve entrar em contato coma  organização do evento.

PROGRAMAÇÃO
14h – Bate-papo “In cena: moda e a cultura maker”
Local: Espaço Majestic – Térreo da CCMQ
Vagas: 20
Inscrições pelo e-mail: brickdedesapegos10@gmail.com
16h30 – Desfile “Pausa para Moda”
Local: Travessa dos Cataventos
SERVIÇO
Brick de Desapegos e Curso de Design de Moda da Faculdade Senac
Data: 17 de junho | Sábado
Horário: 12h às 19h
Local: Travessa dos Cataventos | Casa de Cultura Mário Quintana (Andradas, 736)
Inscrições para expositores: brickdedesapegos10@gmail.com
Entrada gratuita

14 de junho de 2017

SELECIONADOS NO EDITAL DE OCUPAÇÃO DOS TEATROS MUNICIPAIS 2017/2º Semestre




1118 - Retalhos, Elias Junior, 17ª Temporada, 25 e 26 de novembro (sábado e domingo), 20h, Teatro Renascença
1123 - Acá Estamos, Lorena Sanchez, 9ª Temporada, 24 de agosto (quinta), 20h, Teatro Renascença
1128 - Arcabouço, Gabriel Martins, 3ª Temporada, 19 e 20 de julho (quarta e quinta), 20h , Sala Álvaro Moreyra
1130 - Sopros 2017, Ivan Motta, 11ª Temporada, 29 e 30 de setembro e 1º de outubro (sexta, sábado e domingo), 20h , Sala Álvaro Moreyra
1132 - II Mostra N, Luka Ibarra, 8ª Temporada, 23 de agosto (quarta), 20h, Teatro Renascença
1134 - Retirantes, Thiago Souza, 15ª Temporada, 26 de outubro (quinta), 20h, Teatro Renascença
1141 - 18 Anos Andanças, Clóvis Rocha, 13ª Temporada, 12 de outubro (quinta), 20h, Teatro Renascença
1155 - Sobre nós, Tainá Borges, 18º Temporada, 01, 02 e 03 de dezembro (sexta, sábado e domingo), 20h, Teatro Renascença
1171 - Vincent, Richard Salles, 19ª Temporada, 02 e 03 de dezembro (sábado e domingo), 20h, Sala Álvaro Moreyra
1192 - Grand Pas de Deux, Rony Leal, 12ª Temporada, 30 de setembro e 1º de outubro (sábado e domingo), 20h, Teatro Renascença
1193 - A Deusa da Minha Rua, Isabela Gaviolli, 14ª Temporada, 19 de outubro (quinta), 20h, Teatro Renascença
1198 - Coisas que POA Dança, Fábio Magalhães, 20ª Temporada, 09 e 10 de dezembro (sábado e domingo), 20h, Teatro Renascença
1200 - Feminino Sagrado - Um olhar descendente da mitologia africana, Iara Deodoro, 16ª Temporada, 24, 25 e 26 de novembro (sexta, sábado e domingo), 20h, Teatro Renascença
1206 - Dreamers, Gustavo Silva, 2ª Temporada, 14, 15 e 16 de julho (sexta, sábado e domingo), 20h, Teatro Renascença
1210 - Incompatível, Edu Severino, 4ª Temporada, 20 e 21 de julho (quinta e sexta), 20h, Teatro Renascença
1212 - Um Olhar Através de, Suzana D'Avila, 6ª Temporada, 16 de agosto (quarta), 20h, Sala Álvaro Moreyra
1215 - Argonautas, Lizandro Belotto, 7ª Temporada, 17 de agosto (quinta), 20h, Teatro Renascença

13 de junho de 2017

Inscrições abertas para seminário gratuito de formação de mediadores de leitura



Christopher Kastensmidt, professor da Fapa, ministrará a palestra

Christopher Kastensmidt, professor da Fapa, ministrará a palestra “A Ficção Interativa: Tendências e Aplicações”
O Instituto Estadual do Livro (IEL), instituição da Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer (Sedactel), promove na sexta-feira (23), o Seminário Tudo a Ler. O evento é voltado para a formação de mediadores de leitura, como foco em profissionais bibliotecários, professores, estudantes e arte educadores, mas está aberto para todos interessados no tema. As inscrições podem ser feitas no blog do IEL: ielrs.blogspot.com.br
O evento, que é uma parceria com a Uniritter, através do projeto “Sexta-feira do Professor”, será realizado no Campus Fapa (Faculdade Porto-Alegrense). O seminário terá duas oficinas realizadas com apoio da Secretaria de Educação do Estado (Seduc).
A primeira apresentação será às 9h, com o professor da Fapa Christopher Kastensmidt. O autor de “A Bandeira do Elefante e da Arara” ministrará a palestra “A Ficção Interativa: Tendências e Aplicações”. Já às 13h30min haverá “Práticas em Sala de Aula”, no Laboratório do Prédio 1 da universidade. Serão fornecidos certificados a quem estiver presente nas duas oficinas.
 A atividade tem entrada gratuita.Fachada

12 de junho de 2017

Casa de Cultura está com inscrições abertas para oficina gratuita de discotecagem



DJ Piá ministra oficinas para diversos públicos desde 2000 - Foto: Marlon Laurêncio

DJ Piá ministra oficinas para diversos públicos desde 2000 – Foto: Marlon Laurêncio
A Casa de Cultura Mario Quintana (CCMQ) promove no dia 24 de junho mais uma oficina gratuita de DJ.  As inscrições devem ser feitas até o dia 23 de junho, pelo e-mail: oficinadediscotecagemdj@gmail.com. O encontro apresenta técnicas básicas de discotecagem e scratches, com o DJ Piá, e acontece das 14h às 18h, no auditório Luis Cosme. A atividade é aberta para todas as idades, a partir dos 12.
A oficina irá ensinar técnicas básicas de mixagem de uma música na outra com o mesmo BPM (batidas por minuto), músicas com diferentes estilos, identificação de compassos, contagem de BPMs, escolha de repertório, como preparar um set musical, montagem do equipamento e técnicas básicas de como fazer scratches no vinil.
DJ Piá tem 20 anos de experiência, tocando em festas pelo Brasil e na Califórnia, misturando a Black Music com música brasileira. Desde o ano 2000, ministra oficinas em espaços culturais, escolas públicas, centros comunitários, abrigos pra menores, penitenciárias, estúdios de áudio e casas noturnas.
Serviço:
Oficina de DJ com técnicas básicas de discotecagem e scratches
Ministrante: DJ Piá
Inscrição: 10 a 23 de junho pelo mail:  oficinadediscotecagemdj@gmail.com
Data da oficina: 24 de junho | 14h às 18h
Local: Auditório Luis Cosme – 4º andar da CCMQ (Andradas, 736)
Atividade gratuita

7 de junho de 2017

Oportunidade para consultores em patrimônio cultural





O Ministério da Cultura (MinC), em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), abre, nesta quarta-feira (8), convocatória para seleção de consultor especializado para desenvolver trabalho técnico para subsidiar a candidatura dos Centros de Tradições Gaúchas (CTGs) ao Registro de Melhores Práticas de Salvaguarda da Convenção da Unesco para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial.

O consultor deverá ter graduação em antropologia, história ou ciências sociais e especialização nas áreas de preservação e/ou gestão do patrimônio cultural, preferencialmente de natureza imaterial. Interessados deverão comprovar o domínio de um dos dois idiomas de trabalho da Unesco (inglês ou francês) e experiência profissional de, no mínimo, dois anos em temas relacionados à preservação e/ou gestão do patrimônio cultural, de preferência de natureza imaterial. Experiência em políticas culturais e/ou em projetos relacionados à cultura gaúcha também serão avaliados positivamente.

Mais informações sobre a consultoria e os produtos a serem desenvolvidos estarão disponíveis no site da Representação da Unesco no Brasil a partir do dia 8 de junho. Interessados deverão acessar o edital nº 01/2017, relativo ao Projeto 914BRZ4013, que estará disponível neste link. O prazo para envio de currículos é até 14 de junho, quando terá início o processo de seleção, por meio de análise de currículos (eliminatório) e entrevistas (classificatório).

O consultor contratado deverá entregar os produtos de acordo com os prazos previstos no cronograma, constante do contrato a ser firmado, devendo o último produto ser apresentado até o fim de dezembro deste ano. Tanto o requerimento quanto o dossiê da candidatura no âmbito da Convenção de 2003, na qualidade de produtos a serem desenvolvidos pelo consultor, estarão sujeitos à avaliação e à aprovação das instâncias nacionais competentes.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura


5 de junho de 2017

Nota de Esclarecimento e Repúdio do MTG


O Movimento Tradicionalista Gaúcho vem por meio desta esclarecer e repudiar um boato tornado público e que não condiz com a realidade, verdade e postura desta instituição em relação ao Acampamento Farroupilha 2017 – a de que não queremos a participação da Prefeitura Municipal de Porto Alegre na organização do evento.
Em nenhum momento partiu desta presidência qualquer manifestação de não compartilhar da organização do evento com a Prefeitura de Porto Alegre. Ao longo da história desta instituição sempre foi fundamental a participação da Gestão Pública, afinal este é um evento da cidade de Porto Alegre, da população, de todos.
Somos fiéis a nossos princípios de colaborar e contribuir com a gestão pública, sempre emparceirados. Alguns interesses contrários ao coletivo, mas usando em nome deste, implantaram esse boato maldoso, falso e mentiroso. Foi implantado por quem não tem interesse na construção, verdadeira e comprometida, do Acampamento Farroupilha.
Como é do conhecimento de todos que acompanham os fatos, o diálogo com a Administração Municipal para a realização do Acampamento Farroupilha 2017 não é de agora. Esse é um trabalho que nem poderia ser tratado somente em junho, dado o tamanho do Acampamento e toda logística que envolve sua realização. Desde o início do ano estamos realizando várias reuniões com o Prefeito Marchezan e em diversas secretarias, portanto todos são sabedores da posição do MTG de ser parceira do Estado na busca de soluções para seus problemas, e que neste caso específico se manifesta em abrir mão do aporte de recursos financeiros públicos para a realização do evento mas que em nenhum momento significa não ter a prefeitura como organizadora.
Já no começo do ano tomamos o conhecimento e o entendimento da Prefeitura quanto dificuldades para aporte de verbas para realização de eventos, o que, confessamos, não nos causou surpresa, considerando que os valores prometidos pela Administração Municipal inclusive com a assinatura de convênio já em 2016 não foi foram pagos, forçando uma postura mais austera e propositiva do MTG na captação de recursos para fazer frente aos compromissos assumidos.
O MTG vem trabalhado desde janeiro para construção do Acampamento Farroupilha 2017, fazendo projetos de captação através de leis de incentivo, captação direta com empresas, organização na venda de espaços, ou seja, na estruturação do evento, tudo com o conhecimento, participação e anuência da Prefeitura, num trabalho que exigiu contato constante e inclusive reuniões com a Administração Municipal.
Portanto, somos uma entidade agregadora, organizadora e eterna parceira do poder público na construção do bem coletivo e queremos a participação da Prefeitura Municipal de Porto Alegre como organizadora do Acampamento Farroupilha 2017. Esta é posição oficial do MTG. Não criamos boatos. Nós arregaçamos as mangas e trabalhamos arduamente, realizamos!
Nairo Callegaro
Presidente do MTG
--
Sandra Veroneze
Assessoria de Imprensa MTG

Projeto Grandes Espectadores inicia-se com o Gato na Tuba



Foto: Isabelle Neri/Divulgação PMPA
O primeiro espetáculo do projeto é o musical Tem Gato na Tuba
O primeiro espetáculo do projeto é o musical Tem Gato na Tuba
Começam nesta segunda-feira, 5, as ações do projeto Grandes Espectadores que tem como objetivo apresentar espetáculos de teatro de alta qualidade artística, textos relevantes e produções bem acabadas que estimulam os sentidos para alunos da Rede Municipal de Ensino e comunidades da Capital. O marco inicial será a apresentação dos Espetáculo Musical Tem gato na Tuba, às 15h, no Teatro Renascença.

A ideia, capitaneada pelas coordenações de Artes Cênicas e Descentralização da Secretaria da Cultura, surge para que este público tenha acesso a obras teatrais e possa assisti-las da forma como foram concebidas, em espaços adequados sob o ponto de vista técnico e estético das produções, a fim de enriquecer o olhar dos futuros grandes espectadores. Com isso, pretende-se também cultivar o sentimento de pertencimento deste público em relação aos equipamentos públicos culturais do Centro da cidade para que eles se apropriem dos espaços como espectadores críticos.

Ao longo do ano serão disponibilizadas apresentações adultas e infantis no Teatro Renascença e na Sala Álvaro Moreyra, do Centro Municipal de Cultura (av. Erico Verissimo, 307), para que diferentes faixas etárias possam assistir a diversas obras e adquirir uma bagagem cultural consistente e transformadora.

Esta ação visa a cumprir as finalidades da Secretaria Municipal da Cultura ao promover a educação para a cultura através de ações formativas e informativas com vistas a participação de indivíduos e grupos no processo cultural; e intensificar o desenvolvimento da cultura de modo a possibilitar o acesso de todas as camadas da população no município aos bens culturais.

Serão feitos encontros de capacitação com coordenadores culturais e professores do ensino fundamental e EJA da Rede Municipal com duração de três horas para apresentação do projeto e possibilidades pedagógicas. Nos dias em que os alunos das escolas forem aos teatros, haverá uma breve conversa antes da apresentação sobre a análise do espetáculo. Após, um bate-papo o elenco e equipe conversarão com os alunos e professores.

Futuramente, em sala de aula, os professores e alunos terão a oportunidade de discutir através de textos e debates sobre os diferentes aspectos da obra: iluminação, figurinos, cenário, sonorização, sensações, emoções, dramaturgia, direção, interpretação. Ao longo do tempo alunos e professores serão capazes de traçar comparativos com relação a outras obras por eles assistidas.

Apresentações Agendadas

Segunda-feira, 5 de junho,  Teatro Renascença
15h - Tem gato na Tuba
20h – Clássicos da Mímica

Segunda-feira, 12 de junho, Teatro Renascença
15h - Chapeuzinho Vermelho

Quinta-feira, 16 de junho - Sala Álvaro Moreyra
20h - Imobiliados



/artes_cenicas /cultura

Texto de: Cleber Saydelles
Edição de: Paulo Cesar Pinheiro Flores dos Santos
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

4 de junho de 2017

Entidades tradicionalistas divergem sobre modelo de gestão do Acampamento Farroupilha



Tema foi alvo de debate na tarde deste sábado: enquanto o MTG pleiteia a coordenação exclusiva, a Acamparh pede a permanência da prefeitura

Por: Carlos Rollsing
Tradicional evento cultural do Rio Grande do Sul, o Acampamento Farroupilha poderá deixar de contar com a participação da prefeitura de Porto Alegre na gerência dos festejos que se estendem durante todo o mês de setembro no Parque Maurício Sirotsky Sobrinho.
Há uma divergência entre entidades que precisa ser resolvida: enquanto o Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) pleiteia a exclusividade na organização, a Associação dos Acampados da Estância do Harmonia (Acamparh) considera a saída do poder público da linha de frente um retrocesso.

Pelo menos 100 adeptos do gauchismo se reuniram na tarde deste sábado (3) na Câmara de Vereadores, no Plenário Otávio Rocha, para discutir a construção da estrutura do acampamento, dos galpões, dos palcos, o sistema de portarias, o regulamento e a agenda artística, incluindo shows e desfiles. Até o momento, o indicativo é de que as decisões e execuções de tarefas caberão ao MTG, que já trabalha na coordenação, mas outras entidades esperam contar com a reinserção do município na direção. Nos debates realizados, a prefeitura assegurou que irá disponibilizar serviços de limpeza do parque, distribuição de água e segurança com a Guarda Municipal.

— A prefeitura tem nos dito não ter condições e que quer deixar com o MTG. É mais fácil entregar e lavar as mãos. Nós entendemos que o poder público deve ser gestor e que ele não pode sair de um evento por onde passam 1,3 milhão de pessoas. É uma atividade pública tão grande que não pode ser monopolizada por um ou outro grupo — critica Ademir Machado Moraes, presidente da Acamparh, que promoveu o debate deste sábado.

Os tradicionalistas terão reunião com o secretário municipal da Cultura, Luciano Alabarse, na próxima quarta-feira, para debater o futuro do Acampamento Farroupilha.
— Estamos negociando com eles, é uma situação que não está definida. O MTG pediu ao prefeito formalmente que eles fossem os proponentes e únicos organizadores do evento. Vamos tentar uma conciliação, mas não é da prefeitura essa disputa. É um olhar diferente entre o MTG e a Acamparh. Já ouvi os dois em separado e, agora, vamos conversar conjuntamente para decidir o que for melhor para o acampamento — diz Alabarse.

Presidente do MTG, Nairioli Callegaro acredita que "pequenos ajustes irão acontecer com naturalidade" antes da assinatura do acordo de organização da festa com a prefeitura.
— O que nós queremos é um convênio tendo o MTG como gestor, mas a prefeitura continua parceira. O acampamento só acontece com o apoio do poder público. Essa questão de excluir a prefeitura não existe — afirma Callegaro.

Os tradicionalistas experimentaram certa independência desde 2016, primeiro ano em que não houve investimento de verba pública — no papel, o repasse estava previsto, mas ele não aconteceu por falta de caixa. Antes disso, o município destinava cerca de R$ 300 mil ao ano, montante que garantia o sistema de rede elétrica e de iluminação do parque. Na edição de 2017, o governo Marchezan avisou que não aplicará dinheiro da prefeitura no Acampamento Farroupilha ou em qualquer outro evento cultural.

Um mês de acampamento custará R$ 1,8 milhão, informa Moraes, da Acamparh. O MTG captou 70% do valor com patrocínios diretos de empresas e recursos via leis de Incentivo à Cultura (LIC) e Rouanet. Mas ainda falta pouco mais de R$ 500 mil a serem arrecadados pela organização.
— O evento sai de qualquer maneira. Se não buscarmos o que falta, algumas coisas terão de ser reduzidas — assegura Moraes.

As entidades afirmam que não há atrito com a prefeitura pela retirada da ajuda financeira. Os tradicionalistas dizem compreender o momento de crise, aceitando os serviços garantidos de segurança, água e limpeza.

— O MTG já vinha se precavendo e vai organizar sem aporte de dinheiro público. Todos sabemos das dificuldades, mas a prefeitura ainda tem a estrutura, o parque, as secretarias que podem aportar serviços. Todo o restante, como locações, convênios, contratações e programação cultural, já está praticamente pronto. O MTG está trabalhando nisso desde janeiro — diz Callegaro.
Alabarse alerta que o meio cultural terá de se adaptar.

— É um novo modelo de gestão. Temos de entender definitivamente que há um modelo esgotado de olhar para a prefeitura e achar que a verba é ilimitada. Não queremos exterminar com o calendário de eventos, mas as associações precisam entender que os recursos ficam a cargo delas. Não há nenhum motivo de conflito entre o MTG e a prefeitura. Em todas as reuniões, a primeira coisa que eles falaram foi que não estavam pedindo recursos orçamentários — disse o secretário.

1 de junho de 2017

COMUNICADO ESPECIAL AOS ACAMPADOS DO ACAMPAMENTO FARROUPILHA 2017


O presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho, Nairo Callegaro, informa com alegria às entidades tradicionalistas que pretendem acampar no Acampamento Farroupilha deste ano que em breve será aberto o período de inscrições. A despeito de boatos que circularam recentemente acerca de novas exigências para participar, o presidente informa que o trâmite seguirá exatamente as normas e procedimentos dos anos anteriores. O calendário do evento, que está em fase adiantada de organização e planejamento, deverá será divulgado em breve. Segundo Callegaro, dúvidas que por ventura surgirem podem ser esclarecidas diretamente no MTG.

Secretaria divulga vencedores de edital para projetos em museus do estado



Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo teve projeto contemplado no edital - Foto: Tarsila Pereira

Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo teve projeto contemplado no edital – Foto: Tarsila Pereira
A Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer (Sedactel) anunciou nesta quarta (31) os projetos contemplados no edital do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) do Museu. São R$ 250 mil investidos em 12 projetos aplicados em instituições do estado. Com ampla possibilidade de ação, os trabalhos beneficiados vão desde melhoria em infraestrutura a realização de exposições e projetos voltados à acessibilidade.
“Investir em memória é abrir as portas para o futuro. O Governo do Estado mantém o financiamento à cultura e sabe da importância dos museus para a construção e manutenção da identidade cultural do povo gaúcho”, afirma o secretário da Sedactel, Victor Hugo.
Através do Sistema Estadual de Museus (SEM), a Sedactel mantém uma ação de planejamento e organização dos museus de todo o estado. Hoje são 377 instituições devidamente cadastradas no Sistema.
O edital contemplou cinco projetos para Pessoa Física, de R$ 15 mil cada, e sete para Pessoa Jurídica, de R$ 25 mil. As ações envolviam realizar ações e estudos estratégicos de modernização, promover e/ou manter ações ou programações culturais regulares, realizar ações educativas e de formação de público, desenvolver serviços para preservação, conservação e documentação de acervos, realizar serviços de digitalização de acervos, promover atividade editorial e curatorial, capacitar funcionários e/ou servidores, adaptar, reaparelhar e modernizar, criar ou aperfeiçoar condições de acessibilidade e difundir, divulgar e promover. Os projetos deviam realizar ao menos uma dos itens elencados no edital e foram selecionados por um sistema de pontuação.
O Pró-cultura RS FAC (Fundo de Apoio à Cultura) é um mecanismo de fomento direto que disponibiliza os recursos financeiros para os proponentes de projetos selecionados através de editais.
Os projetos contemplados de Pessoa Física:
1)      A História na Ponta dos Dedos – I Exposição Sensorial do Museu Bruno Born;
2)     Aquisição de Equipamentos visando melhorias do Museu de Arte de Santa Maria;
3)     A Face do Trabalho: Digitalização do acervo fotográfico da Justiça do Trabalho do Rio Grande do Sul;
4)     Planejar para qualificar – Elaboração do Plano Museológico do Museu Histórico Municipal de Feliz;
5)     Museu Miguel Menz História e Cultura de nosso povo ao acesso de todos.
Os projetos contemplados de Pessoa Jurídica:
1)     “A Casa do Conselheiro”: Livro inclusivo multiformato do Museu do Doce da UFPel;
2)     Experiência Multissensorial para pessoas com deficiência no Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo;
3)     Aã | aná | ανά | Fundação Vera Chaves Barcellos;
4)     Plano Museológico: primeiro passo de um caminho através dos tempos;
5)     Difusão da memória social de Ijuí e região noroeste do Rio Grande do Sul: acesso eletrônico ao acervo fotográfico das atividades econômicas registrada;
6)     MUHM 10 ANOS;
7)     Segurança e informatização do acervo do Museu Zoobotânico Augusto Ruschi.

Divulgada a lista dos homologados no Edital de Ocupação dos Teatros - 2º Semestre




HOMOLOGADOS

1118 – Elias da Silva Junior;
1119 – Fernanda Rispoli Quartieri;
1123 – Lorena Sanchez Aparicio;
1130 – Luciana Ibarra dos Santos Sperb;
1131 – Claudia Corrêa da Silva;
1132 – Luciana Ibarra dos Santos Sperb;
1134 – Tiago R. Souza;
1141 – Rosane Borrego dos Santos
1155 – Tainá Borges de Ávila
1171 – Richard Araujo Salles
1179 – Cláudia Dutra
1185 – Jackson Willian Silva Brum
1192 – Luciana Ibarra dos Santos Sperb
1193 -Izabela Lucchese Gavioli
1198 -Fábio Moreira Magalhães
1200 – Maria Iara Santos Deodoro
1205 – Gustavo dos Santos Silva
1206 – Gustavo dos Santos Silva
1210 – Ana Paula Silva dos Reis
1212 – Cristiane Weizenmann Marçal
1213 – Karina D’Avila Araujo
1215 – Lisandro Marcos Pires Bellotto

NÃO HOMOLOGADOS

1128 – Gabriel Martins – Opção de categoria NOITE DO CIRCO no ofício de solicitação
1209 – Rodrigo Arildo de Souza Garbin – Falta assinatura no ofício de solicitação