Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

29 de abril de 2016

Usina do Gasômetro comemora Dia Internacional da Dança


29/04/2016 08:36:51

Foto: Divulgação/PMPA
Escritos da Dança será lançado nesta sexta-feira Escritos da Dança será lançado nesta sexta-feira
Desta sexta-feira, 29, a domingo, 1º, a Usina do Gasômetro recebe uma programação em comemoração ao Dia Internacional da Dança. Entre as atrações está o lançamento da publicação Escritos da Dança organizado por Airton Tomazzoni, Mônica Dantas e Wagner Ferraz quer acontece, às 18h30, no mezanino da Usina. O fim de semana terá ainda, performances, aulas e mostra de trabalhos artísticos.

Criado pelo Comitê Internacional de Dança da Unesco, a data homenageia o nascimento do bailarino, professor e ensaísta francês Jean-Georges Noverre (1727 - 1810). Para além da homenagem, a data propõe aos artistas contemporâneos uma profunda reflexão sobre o fazer artístico, valorizando a sua diversidade, realçando as suas especificidades e reafirmando o entrelaçamento de suas linguagens.

Programação completa

Sexta-feira, 29 - Sala 209 da Usina do Gasômetro com Entrada Franca

13h30  até 14h30 – aula de dança com Bambolê com Vera Carvalho. Esta atividade pretende disponibilizar a prática da dança com bambolê para todos os interessados. Os temas abordados serão a movimentação (e manipulação) fluida do aro, explorando níveis e dinâmicas, assim como truques simples e transições, em pequenas sequências coreográfcas.

14h30 às 15h30 – Fala/café - Alexandra Dias fala sobre seu projeto Solos em Contaminação que está sendo desenvolvido no programa de doutorado em dança na University of Roehampton em Londres/Inglaterra.

15h30 às 16h30 – aulão com Jair Umann e Andrea Spolaor.
16h30 às 17h30– aula/dança contemporânea com Eva Schul;
17h30 às 18:30 – aula Hip Hop 90’s Fresh com Uantpi Flowjack;  O melhor dos Anos 90 na cultura hiphop e no que influenciou na vida das pessoas.
18h30 – Lançamento do livro Escritos da Dança organizado por Airton Tomazzoni, Mônica Dantas e Wagner Ferraz no mezanino da Usina;
Escritos da Dança é um projeto editorial do Centro Municipal de Dança da Secretaria da Cultura de Porto Alegre através e visa suprir uma lacuna da área editorial relativa ao segmento da dança. Os textos destacam a produção em dança na capital, nos seus aspectos históricos, sociais, poéticos, políticos ou pedagógicos entre outros, como processos criativos, de pesquisa e de composição, histórico de grupos e cias, procedimentos metodológicos do ensino e formação em dança e apreciação de obras coreográficas. Neste volume organizados por Airton Tomazzoni, Monica Dantas e Wagner Ferraz, 28 textos e 32 autores.

19h30 – Mostra de trabalhos artísticos;

Bruno Parisoto : La voix du chat noir – Licenciatura em dança na Uergs
Gabriela Correa: Lá, aqui e depois – Licenciatura em Dança na Uergs
Respiro – Turma de Estudos do corpo I/curso de licenciatura em dança UFRGS – Coordenação de Carla Vendramin.
Performance/improviso – Limites com Viviane Lencina e Alexsander Vidateli/ Ânima Cia de Dança.
Performance” Pequenas ações cotidianas de amor e paz” com Carla Vendramin, Luciano Tavares, Eduardo Severino, Luciana Paludo, Thais Pethzold, Cibele Sastre, Xanda Dias, Viviane Lencina, Rubiane Zancan, Mônica Dantas e Luciane Soares.
Fragmento “IN/compatível? “ com Luciano Tavares, Andrew Tassinari, Viviane Gawazee e Eduardo Severino.
 
Sábado, 30, às 18h.
Projeto Luciana Paludo Convida - 2º Edição com Douglas Jung
Local: Sala 209, Às 18h
Ingressos: Inteira – R$ 20 com meia entra no valor de R$ 10
Informações: lupaludo@terra.com.br

Domingo, 1° de maio
II Encontro de Bambolê com Vera Carvalho.
Início às 15h.
Sala 209
Informações: gentependurada@gmail.com

A  realização é de Eduardo Severino Cia de Dança/ Ânima Cia de Dança/ Mimese Cia de dança coisa/ Gente Pendurada e Coletivo de Dança da Sala 209, com apoio da Usina do Gasômetro/ Secretaria da Cultura de Porto Alegre, Centro de Dança/Coletivo de dança da Sala 209/ Curso de graduação em dança da UFRGS/Esefid /Curso de licenciatura em dança da Uergs/ Café do Mercado.

Outras Informações:
http:// eduardoseverinociadedanca.wordpress.com



/cultura /danca
Texto de: Cleber Saydelles
Edição de: Andrea Brasil
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

27 de abril de 2016

CEC e Dirigentes Municipais debatem políticas públicas para o setor



Começou hoje, em Porto Alegre, o 2º Encontro de Conselheiros e Dirigentes Municipais de Políticas Culturais do RS. A abertura oficial foi realizada no Teatro Bruno Kiefer e contou com a presença do secretário de Estado da Cultura, Victor Hugo.
DSC_0479
A Instrução Normativa 01/2016, que traça as novas regras do Sistema Pró-Cultura ( Lei de Incentivo à Cultura e Fundo de Apoio à Cultura) foi o tema da palestra proferida pelo secretário.
DSC_0491
Também participaram da abertura do encontro o deputado Zé Nunes, representando a presidência da Assembleia, o diretor executivo da Associação Gaúcha de Municípios ( AGM) José Scorsatto, o presidente do Conselho Estadual de Cultura, Dael Rodrigues, o   presidente do Forum Nacional de Conselhos Estaduais de Cultura (ConEcta), Neidmar Alves e a secretária do Conselho Maria Marques.
A realização é do Conselho Estadual de Cultura e da AGM, com apoio da Assembleia Legislativa.

21 de abril de 2016

Concurso Poemas no Ônibus e no Trem tem inscrições abertas


O Concurso Poemas no Ônibus e no Trem - 2016 começa a receber no dia 25 de abril (segunda-feira) as inscrições para a seleção dos Poemas que circularão em 2017.

Interessados em publicar seus poemas nas janelas dos veículos de transporte urbano da capital poderão entregar o seu trabalho até 20 de maio, pessoalmente ou via correio.

Ao todo, serão selecionados 50 textos, que também serão editados em publicação lançada na próxima Feira do Livro de Porto Alegre.

As inscrições são gratuitas e organizadas pela Coordenação do Livro e Literatura/SMC. O projeto "Poemas no Ônibus e no Trem" é resultado de parceria entre a EPTC, a CARRIS, a ATP e a Trensurb e tem se reafirmado como ação cultural capaz de ampliar a visibilidade da produção de dezenas de autores consagrados ou desconhecidos. Também contribui para humanizar o transporte público na Capital gaúcha e na região metropolitana, ao proporcionar a milhares de usuários, dos mais variados perfis, a apreciação de textos poéticos.

O regulamento e a ficha de inscrição já podem ser acessados na sessão "Editais" da página da Secretaria Municipal da Cultura (http://www2.portoalegre.rs.gov.br/smc/default.php?reg=464&p_secao=184) ou AQUI.

Informações adicionais:
Coordenação do Livro e Literatura – fone (51) 3289-8074 e 3289-8072 / cll@smc.prefpoa.com.br
Av. Érico Veríssimo, 307 - Bairro Menino Deus - Porto Alegre/RS.



13 de abril de 2016

Estado anuncia investimento de R$ 2,5 milhões para a cultura



Serão 18 projetos selecionados e cada um receberá R$ 140 mil. As inscrições estão abertas de 14 de abril a 30 de maio.
Nesta quinta-feira (13), o secretário de Estado da Cultura, Victor Hugo, lançou o edital do Fundo de Apoio à Cultura – FAC Regional, destinado a contemplar 18 projetos para a realização de Festivais Culturais nas nove regiões funcionais do Rio Grande do Sul.
07bf0e02-1b41-45cc-a607-85a84dad499f
Pela primeira vez, a Secretaria de Estado da Cultura (Sedac) lança um edital com garantia de vagas por região. Uma vaga é destinada para produtor cultural e atrações artísticas locais, e outra vaga necessariamente produtor e atrações de outro local, com interesse em circular na região escolhida.
Podem participar pessoas jurídicas de direito privado com sede no Rio Grande do Sul. Para isso, é necessário possuir cadastro ou cadastrar-se no Sistema de financiamento da Secretaria da Cultura no site www.procultura.rs.gov.br, todo o processo é online. Os produtores culturais devem estar com o cadastro regularmente habilitado até o dia 30 de maio de 2016.
 O evento de lançamento do edital ocorreu  na Univates em Lajeado, na abertura do Fórum dos Coredes, com a presença de representantes das nove Regiões Funcionais.
O edital
O objetivo do FAC Regional é selecionar Festivais Culturais para receber o financiamento do Fundo de Apoio à Cultura. São considerados Festivais Culturais eventos artísticos, apresentações e espetáculos de caráter não competitivo e que componham uma mostra da produção de uma ou mais áreas culturais. Podem ser denominados: festival, mostra, ciclo, circuito, entre outros. Podem concorrer projetos nas áreas de Dança, Teatro, Circo, Artes Visuais, Artesanato, Audiovisual, Culturas Populares, Literatura, Música e Tradição e Folclore.
 O Festival Cultural deverá possuir duração mínima de três dias e ocorrer em pelo menos dois diferentes municípios da Região Funcional selecionada. Além disso, deve prever entrada franca, apresentar na inscrição pelo menos 50% das atrações previstas na programação, definir os locais de realização, com capacidade de público e estrutura. Também deve produzir registro audiovisual do festival, e a realização de ações (oficinas,palestras,seminários, debates), voltadas para a capacitação e compartilhamento da experiência e conhecimento.
 Apresentação FAC Regional

9 de abril de 2016

Gaúchos comemoram o Dia do Chimarrão com desafio ‪#‎vempromate‬



O Dia do Chimarrão, 24 de abril, será comemorado entre os gaúchos com o desafio virtual #vempromate. Os organizadores da iniciativa, que teve sua primeira edição em 2015, são o Movimento Tradicionalista Gaúcho, Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore, Instituto Escola do Chimarrão, Comissão Gaúcha de Folclore e Estância da Poesia Crioula.
Na prática, o internauta publica uma foto mateando, com as hashtags #vempromate ‪#‎pela‬-pazmundial na mídia social de sua escolha, e chama seus amigos a se juntarem à roda virtual de chimarrão. No ano passado o desafio teve mais de 15 mil participantes, a grande maioria do Rio Grande do Sul, mas também do exterior, onde as iniciativas foram capitaneadas principalmente pelos Centros de Tradições Gaúcha.
O chimarrão é um dos símbolos do Rio Grande do Sul e unanimidade entre os gaúchos. Segundo o presidente do MTG, Nairo Callegaro, pode-se matear sozinho, acompanhado, em momentos de lazer, no trabalho, enfim, não existe hora, nem lugar, quanto menos condição cultural ou social que imponha barreira para o prazer de tomar um chimarrão. ‘O mate é um símbolo de nossa amizade, de nossa hospitalidade’, afirma.
O chimarrão ou mate é um legado das culturas indígenas caingangue, guarani, aimará e quíchua. É composto por uma cuia, uma bomba, erva-mate moída e água a aproximadamente 80 graus centígrados. O termo mate (oriundo do quíchua mati) como sinônimo de chimarrão é mais utilizado nos países de língua castelhana. O termo "chimarrão" é o mais adotado no Brasil, sendo um termo oriundo da palavra castelhana rioplatense cimarrón.
Estudos detectaram, na bebida, a presença de muitas vitaminas, como as do complexo B, a vitamina C e a vitamina D, e de sais minerais, como cálcio, manganês e potássio. Alguns de seus benefícios são o combate os radicais livres, auxílio na digestão, e produção de efeitos antirreumático, diurético, estimulante e laxante.
Segundo estimativas do Instituto Escola do Chimarrão, existem no Brasil aproximadamente 1,6 mil ervateiras, das quais 800 somente no Rio Grande do Sul. Dados da Fiergs – Federação da Indústria do Rio Grande do Sul e do Sindimate – Sindicato Patronal da Erva-Mate, atestam que existem pelo menos 77.630 hectares de área plantada e produção anual de 602 mil toneladas. Cerca de 45% da produção está concentrada no Rio Grande do Sul, destacando-se também Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul.
No Rio Grande do Sul, o Dia do Chimarrão foi institucionalizado pela lei 11.929, de 20 de junho de 2003, quando comemora-se também o Dia do Churrasco e a fundação do primeiro Centro de Tradições Gaúchas no mundo, o 35 CTG, localizado em Porto Alegre.
O #vempromate será realizado de 16 a 24 de abril. Para o dia 24, domingo, os CTGs estão organizando mateadas presenciais.
--
Sandra Veroneze
Assessoria de Imprensa MTG

8 de abril de 2016

Fundo Municipal volta a financiar restauração de prédios privados

Foto: Tarsila Pereira / PMPA
Igreja Anglicana da Rua dos Andradas foi restaurada pelo Monumenta

Igreja Anglicana da Rua dos Andradas foi restaurada pelo Monumenta
A Secretaria da Cultura de Porto Alegre (SMC), por meio da Coordenação da Memória, está reativando o financiamento do restauro de prédios privados considerados de interesse histórico no Centro da Capital. Serão utilizados recursos no valor de R$ 7 milhões e 500 mil do Fundo Monumenta de Porto Alegre (Fumpoa), criado pela Lei nº 8.936 em 3 de julho de 2002. O valor é proveniente de depósitos anuais de R$ 200 mil da prefeitura mais o valor do financiamento pago pelos donos dos bens já revitalizados e que soma cerca de R$ 35 mil mensais. A lista de pedidos de proprietários para esta nova ação será analisada pelo Conselho Curador do Fundo. A SMC atualmente está em tratativas com a Caixa Econômica Federal visando a uma parceria para a operacionalização de novos financiamentos que permitirão o restauro de imóveis privados de reconhecido valor cultural, utilizando os recursos provenientes do Fumpoa.
 
Lauro de Carvalho Machado, encarregado da administração do Fumpoa, gerido pela SMC,  ressalta que, em 2002,  uma das condições do projeto Monumenta Porto Alegre para restaurar prédios históricos, prevendo esta ação em edificações particulares, foi a criação de um fundo abastecido pela prefeitura, no valor de R$ 200 mil anuais, e pelo pagamento das mensalidades do financiamento feito aos proprietários dos bens beneficiados. O primeiro projeto executado envolveu 15 imóveis, entre eles o Clube do Comércio localizado na Praça da Alfândega, o edifício de número 933 da Rua Riachuelo e a Igreja Anglicana na rua dos Andradas, além do edifício São Salvador, na rua Duque de Caxias. Já há uma lista de proprietários interessados nas melhorias de seus prédios, todos localizados no Centro Histórico, que será analisada pelos especialistas da área da memória cultural para concorrer à revitalização. 
 
O Conselho Curador é integrado pelo secretário municipal da Cultura e representantes do Ministério da Cultura, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (Iphae) e Equipe do Patrimônio Histórico e Cultural (Epahc), empresariado, indústria do turismo e organizações não-governamentais da área do patrimônio ou promoção à cultura.  "A criação do Fumpoa com seu Conselho já formado e agora com o apoio da Caixa Econômica Federal permitirá que prédios de valor histórico em Porto Alegre possam obter financiamento para suas restaurações e conservação. Nossa Capital deverá ser a primeira a ter este projeto formatado no Brasil aplicando os R$ 7 milhões já depositados pela prefeitura", comenta o secretário Roque Jacoby.
 


/centro_historico /cultura
Texto de: Maristela Bairros
Edição de: Gilmar Martins
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

6 de abril de 2016

Nova etapa do projeto de resgate de monumentos em Porto Alegre


Gaúcho Oriental é o destaque desta etapa- Foto: Cláudio Bergman

Gaúcho Oriental é o destaque desta etapa- Foto: Cláudio Bergman
O Governo do Estado participa do Projeto Construção Cultural, através da Lei de Incentivo à Cultura (LIC),  no valor de R$ 247 mil. A terceira etapa do Projeto foi lançada pelo Sindicato das Indústrias da Construção Civil no Estado do Rio Grande do Sul (Sinduscon-RS) em reunião almoço realizada nessa terça-feira (05).O evento contou com a presença do secretário de Estado da Cultura, Victor Hugo.
Foto: Cláudio Bergman
Foto: Cláudio Bergman
O Projeto Construção Cultural tem o objetivo de recuperar monumentos históricos de Porto Alegre. A ação Resgate do Patrimônio Histórico, que este ano envolve R$ 500 mil de recursos, dá continuidade ao projeto que possibilitou em dezembro de 2015 a entrega de 12 monumentos, entre eles o Monumento ao Expedicionário. O destaque desta edição será para a estátua do Gaúcho Oriental, que encontra-se no interior da Redenção. De autoria de Federico Escalado (1935), será restaurada e realocada para um espaço mais nobre, próximo ao espelho d’água, no lado oposto ao Expedicionário.
Participaram do lançamento, além do secretário, o promotor de Justiça da Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente de Porto Alegre, Alexandre Saltz, o coordenador da Memória Cultural da Secretaria Municipal de Cultura, Luiz Custódio, o presidente do Sticc, Gelson Santana, e o vice-presidente do Sinduscon-RS e coordenador do Projeto Construção Cultural, Zalmir Chwartzmann.
  

Monumentos a serem restaurados no Parque Farroupilha:
Gaúcho Oriental, de 1935.
Homenagem ao Esporte, de 1965.
Busto Luis Englert, de 1939. Autoria de André Arjonas.
Herma Alberto Bins, de 1959. Autoria de Antonio Caringi.
Marco contra as Armas de Brinquedo .
Busto Jaime Pereira da Costa, de 1936.
Monumento a João, Wesley, de 1953.
Monumento a Francisco de Assis Brasil, de 1942.
Monumento Francisco Brochado da Rocha, de 1963.
Imperatriz Dona Leopoldina, de 1974. Autoria de Milton Catão.
Busto José Fainca Lubianca, de 1994. Autoria de Mário Cladera.
Marco Exposição Farroupilha, de 1936.
Busto Almirante Tamandaré, de 1974.
Busto Duque de Caxias, de 1971.
Busto de Mascarenhas de Moraes, de 1974.
Busto Santos Dumont, de 1973.
Totem José Bonifácio.
Marco Exposição Farroupilha.
Dois marcos não catalogados.

Aberto o Edital de Ocupação do Teatro de Arena para 2016



Edital SEDAC nº 02/2016 – TEATRO DE ARENA
A Secretaria de Estado da Cultura, por meio do  Instituto de Artes Cênicas e Instituto Estadual de Música torna público  o“Processo Seletivo de ocupação do Teatro de Arena de Porto Alegre, destinado às áreas de Teatro, Circo, Dança e Música”
http://bit.ly/1RYjwYu
Mais informações:
e-mail: teatro-arena@sedac.rs.gov.br
telefone: (51) 32260242