Postagem em destaque

Justiça cassa mandato do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre

A decisão do juiz José Antonio Coitinho, titular da 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, em Mandado de Segurança impetrado p...

31 de outubro de 2010

Palestra sobre Fumproarte na 8ª Semana da Capoeira

Ontem, dia 30/10/2010,às 14  h, 50 pessoas assistiram na Sala P.F. Gastal, 3º andar da Usina do Gasômetro a Palestra ministrada pelo Sr. Alexandre, Gerente do Fumproarte.

O evento faz parte da 8ª Semana da Capoeira, evento promovido pela Descentralização da  Cultura de Porto Alegre.

29 de outubro de 2010

IMPLANTAÇÃO DA COMISSÃO CMCPOA E SMC PARA TRATAR DO PLANO MUNICIPAL DE CULTURA PARA PORTO ALEGRE

Hoje,  29/10/2010, Participamos, às 09:30 H da Reunião de implantação da Comissão Bipartite CMCPOA e SMC, que irá tratar de constituir o Plano Municipal de Cultura dos próximos 10 anos para Porto Alegre.Nesse plano feito à duas mãos: Sociedade Cultural representada pelo CMCPOA e Governo Municipal irá conter as Diretrizes Culturais que irão nortear as políticas públicas da Cultura para o próximo decênio em Porto Alegre.
Se fizeram presentes da parte do Conselho: O Presidente Guimarães, os Conselheiros Dilmair do OP-Glória e a Conselheira Luisa Gabriela do OP-Centro. Da parte do Governo Municipal contamos com a presença da Secretária Adjunta Ana Fagundes.
Como  início dos trabalhos foi combinado as ações do Governo Municipal e a parte do Conselho  para  avançar na meta proposta.

28 de outubro de 2010

Pajador na Feira do Livro de Porto Alegre

A primeira vez, desde 1955, na história da maior feira de livros em céu aberto das Américas, a Feira do Livro de Porto Alegre, um pajador é o mestre de cerimônias.
Em virtude da homenagem ao folclore gaúcho que o evento presta ao ter como patrono desta edição o folclorista João Carlos D'Ávila Paixão Côrtes, uma série de manisfestações tradicionais é demonstrada na praça, durante o final da tarde do dia 29 de outubro. O folclore litorâneo ganha destaque com apresentações de grupos das cidades de Mostardas e Tavares, em demonstrações de Côrte do Divino, Cavalhadas, Ternos Juninos, entre outras cenas gaúchas, pouco conhecidas pela a população. Anunciando e traduzindo em versos improvisados estas peculiaridades da cultura popular rio-grandenses o pajador Paulo de Freitas Mendonça dá mostras de seu potencial de improvisação.
Feitas estas apresentações junto ao público, numa espécie de cortejo entre as pessoas, o grupo retorna à barraca de autógrafos onde o pajador anuncia em versos a curiosa dança do Baile de Masquê, apresentada por um grupo de Santo Antônio da Patrulha.
Depois, o pajador passa a desenvolver o trabalho de mestre de cerimônias da solenidade oficial de abertura da Feira do Livro de Porto Alegre, que vai de 29 de outubro a 15 de novembro de 2010, na Praça da Alfândega, em Porto Alegre.
Esta edição da Feira une o tradicional ao contemporâneo, o popular ao erudito, o escrito ao oral, a catarse ao improvisado.
Quem é Paulo de Freitas Mendonça?

É Pajador, poeta, compositor, radialista, apresentador, jornalista formado pela Unisinos e diretor do Jornal do Nativismo.

Publicou dois livros de poemas, Nativismo e Alma e Canto de Pampa e Paz. Possui textos poéticos e de pesquisa em obras no Brasil e no exterior: Gracias Cri Cri (México), Te amo Payador (Uruguai), Na Ponta do Verso – Poesia de Improviso do Brasil (Rio de Janeiro), Poetas Brasileiros de Hoje (Rio de Janeiro), Autores Brasileiros de Hoje (Rio de Janeiro), Antologia das Cidades Brasileiras (Rio de Janeiro), Ronda do Carijo (Porto Alegre), Ronda da Tradição (Porto Alegre), Aparte da Estância da Poesia Crioula (Porto Alegre), Poesias do Rodeio (Vacaria), Coletânea da Poesia Gaúcha (Porto Alegre), Antologia da Casa do Poeta de São Pedro do Sul (2008, 2009 e 2010), Poesia em Prosa e Poema (Porto Alegre), entre outros.

Possui cinco CDs de pajadas lançados: Pajadas e Poesias, Pajadores Sem Fronteiras, Pajadores do Brasil, Pajadores de Três Pátrias, Tributo a Jayme Caetano Braun. Está lançando o livro com CD anexo, ambos em português e espanhol, denominado Pajador do Brasil - Estudo Sobre a Poesia Oral Improvisada.

Realiza participações especiais em discos de Antônio Tarragó Ros, Juan Alberto Lalanne e Emanuel Gabotto (Argentina), Fernando Hernandez Mor e José Curbelo (Uruguai), Cantos de La Pátria Grande (Brasil e Uruguai), Os Mateadores, Jadir Oliveira, Alma de Campo, (Brasil).

Tem realizado palestras sobre poesia oral improvisada em diversos países, a exemplo da Universidade Federal de Caracas - Venezuela, Universidade Federal de Buenos Aires - Argentina, Faculdade de Letras da Universidade Federal de São Paulo, Ipa – Porto Alegre, Biblioteca Nacional do Uruguai – Montevideu, Biblioteca Municipal de Nueve de Julio – Argentina, Centro de Eventos de Villanueva de Tápia – Espanha, UNISINOS – São Leopoldo, Faculdade de Tecnologia – Bento Gonçalves, Feira do Livro de Porto Alegre, Feira do Livro de Bento Gonçalves, Feira do Livro de São Pedro do Sul, Casa do Poeta Santamariense – Santa Maria, Porto Poesia – Porto Alegre, MTG – Porto Alegre, Congresso Estadual de Professores – Viamão, entre outros locais expressivos.

Na condição de pajador tem representado o Brasil em importantes eventos internacionais: Semana Criolla del Prado – Montevidéu (10 anos consecutivos), Encuentro de Payadores Uruguayos - Montevideu (06 anos consecutivos), Festival Internacional de Cante Poetas – Villanueva de Tápia – Espanha, Festa de São Carlos - Angra do Heroismo – Açores – Portugal, Encuentro Internacional de Payadores de Casablanca – Chile, Fiesta Nacional de la Guitarra – Dolores – Argentina, Encuentro Internacional de la Décima y de la Poeisa Oral Improvisada – Caracas - Venezuela, Encuentro Internacional de la Décima y poesia Improvisada - Tandil – Argentina, 29º Encuentro Nacional Santosvegano de Payadores – San Clemente de Tuyu – Argentina, Encuentro de Payadores en la Fiera de Mataderos – Buenos Aires – Argentina, Encuentro Intenacional de Payadores de San José – Uruguai, Encuentro Internacional de Nueva Helvecia – Uruguai, Festival Internacional de Contrapunto – Trinidad – Uruguai, Juglares del Mundo – Porto Alegre e São Paulo no Brasil, Nueve de Julio, Chascomus e Saladillo, na Argentina e Vicar na Espanha, Centenário de Nascimento de Atahualpa Yupanqui – Biblioteca Nacional de Buenos Aires – Argentina, Encuentro Internacional de Payadores – Tres Arroyos – Argentina, Encuentro Internacional de Payadores – Benito Juarez – Argentina, Festival Intenacional de Contrapuntos – Montevidéu – Uruguai, Rota da Pajada – Porto Rico, Uruguai, Argentina e Brasil, além de outros tantos no seu país.

Já improvisou com brasileiros, argentinos, uruguaios, chilenos, espanhóis, porto-riquenhos, panamenhos, mexicanos, canários, cubanos, italianos, norte-americanos, venezuelanos, galegos, bascos e açorianos, entre outros.

É Membro da Estância da Poesia Crioula, da Casa do poeta de São pedro do Sul, representante brasileiro no Comitê Internacional da Poesia Oral Improvisada (com sede em Cuba), idealizador e primeiro presidente da APADEG – Associação dos Pajadores e Declamadores Gaúchos, participou do Ronda – Grupo de Estudos da Cultura Gaúcha e foi secretário da Associação de Trovadores Luiz Muller, da qual é sócio honorário.

É homenageado em vida pela Pajada Gaúcha da Feitoria, em São Leopoldo, com o Troféu Paulo de Freitas Mendonça, para o primeiro lugar do festival.

Foi distinguido pela União Brasileira de Trovadores com a medalha Jayme Caetano Braun, pela Casa do Poeta Rio-grandense com a Medalha Jayme Caetano Braun, pelo Piquete 38 da Polícia Federal com o Troféu 15 anos, pela Apadeg com a Medalha Aureliano de Figueiredo Pinto, pela Associação Estampa y Memórias da Argentina com o Troféu “Condor de Fuego” (único brasileiro homenageado em todos os tempos) e pela municipalidade de Sapucaia do Sul, no dia do repentismo, pela Comissão Gaúcha e Comissão Nacional do Folclore como “Amigo do Folclore”.

Possui obras de sua autoria premiadas em importantes festivais como Califórnia, Grito do Nativismo, Coxilha,Reonte, Festival da Música Crioula de Santiago, Chamamento do Pampa, Ronco do Bugio, Guyanuba e Cirio, entre outros.

Assina autorias em discos de José Claúdio Machado, Wilson Paim, Délcio Tavares, Cristiano Quevedo, Os Araganos, Cheiro de Galpão, Alma de Campo, Sul Tchê, Cantos de La Pátria Grande, Valther Moraes, João Luiz Corrêa, Antonio Tarragó Ros, José Curbelo, Juan Alberto Lalanne, Emanuel Gabotto, Fernando Hernandez Mor, Querência, os Mateadores, entre outros.

Possui expressiva atução como radialista: Atuou na Rádio Liberdade FM, Rádio Gaúcha AM, Rádio Rural AM, entre outras emissoras em diversos estados brasileiros.

Como mestre de cerimônias tem apresentado os mais importantes festivais do Rio Grande do Sul, além de eventos na Argentina, a exemplo do Festival Internacional do Chamamé, de Corrientes.

Paulo de Freitas Mendonça é um integrador da cultura sem fronteiras, participa de um grupo de pesquisadores da poesia oral improvisada de quinze países e procura sempre aproximar os pajadores gaúchos dos improvisadores das demais nações onde o verso improvisado é vigente.

Seu conceito internacional transcende as margens do gauchismo como definem alguns depoimentos sobre ele em seu livro Pajador do Brasil - Estudo Sobre a Poesia Oral Improvisada.


FONTE;PAULO DE FREITAS MENDONÇA

27 de outubro de 2010

CMCPOA TÊM SEU LINK E LOGO COLOCADOS NA CAPA DO SITE DA SMC


Como resultado da 1ª reunião entre o CMCPOA e a Secretária Ana Fagundes, a diretoria do CMCPOA pediu e foi atendido, imediatamente, a colocação do link e do logo do conselho na capa do site da SMC e no item Blogs foi também colocado a capa do blog do conselho.

1ª REUNIÃO INSTITUCIONAL MENSAL CMCPOA E SMC

A atual Diretoria do conselho dentro de sua ações para valorizar o Conselho e implantar ações que visem dar infra-estrutura para o mesmo, realizou hoje dia 27/10/2010 a primeira reunião mensal , que ocorrerá toda última quarta-feira de cada mês,visando também incrementar a interlocução das ações entre o CMCPOA e a SMC.

Logo teremos novidades para contar.

O PRESIDENTE GUIMARÃES COM A SECRETÁRIA ANA FAGUNDES

O SECRETÁRIO SÉRGIUS, IZABEL , GUIMARÃES E ANA FAGUNDES

IZABEL, GUIMARÃES E ANA FAGUNDES

26 de outubro de 2010

Recursos da prefeitura viabilizam a 56ª Feira do Livro



Foto: Tarsila Pereira/Arquivo PMPA
Serão repassados R$ 300 mil à Câmara do Livro, organizadora do evento

Foto: Ricardo Giusti/PMPA
Município cedeu dois espaços para uso permanente da entidade

Município cedeu dois espaços para uso permanente da entidade

Serão repassados R$ 300 mil à Câmara do Livro, organizadora do evento


Repasse de R$ 300 mil reais para a realização da 56ª Feira do Livro, e cedência de dois espaços para uso permanente em atividades como oficinas e treinamentos, formação de leitores e escritores, além de um local a ser utilizado por pequenos livreiros. Estes são os objetivos dos convênios assinados hoje, 26, entre a Secretaria Municipal da Cultura e a Câmara Rio-Grandandense do Livro. (fotos)

O ato, que ocorreu no Paço Municipal, contou com a presença do prefeito José Fortunati, do presidente da Câmara Rio-Grandense do Livro, João Manoel Maldaner Carneiro, e do secretário municipal da Cultura, Sergius Gonzaga. O convênio tem como objetivo a cooperação entre o município e a instituição organizadora e realizadora da feira, que se inicia nesta sexta-feira, 29, e vai até o dia 15 de novembro, na Praça da Alfândega e entorno do Centro Histórico.

Um dos espaços cedidos é a Casa da Estrela (Rua Camerino, 34, bairro Petrópolis). No local a Câmara deve realizar projetos, oficinas e treinamentos, servindo também como centro de formação de leitores e autores. Outro é um terreno na Hípica, zona Sul, que será utilizado por pequenos livreiros e também pela entidade para estocagem de material.

“A prefeitura é a grande parceira quando disponibiliza todo espaço do Centro Histórico e todo apoio que nos dá através de vários órgãos municipais, que é fundamental para montar o maior evento ao céu aberto de literatura de todo continente americano”, afirmou o presidente da Câmara, João Manoel Maldaner Carneiro. O prefeito destacou a importância da Feira, patrimônio imaterial da cidade. “Desejamos que essa parceria continue se fortalecendo. A Feira é uma marca registrada de Porto Alegre, e coloca a cidade no mapa mundial da literatura”, afirmou o prefeito, que anunciou para o ano que a distribuição de vale-compra para livros aos professores da rede municipal.

Mais informações sobre a Feira no site http://www.feiradolivro-poa.com.br.

25 de outubro de 2010

Funk é reconhecido como movimento cultural

A Câmara Municipal de Porto Alegre aprovou, na sessão desta segunda-feira (25/10), projeto do vereador DJ Cassiá (PTB) que reconhece o funk como movimento cultural e musical de caráter popular em Porto Alegre. "O funk é hoje uma das maiores manifestações culturais de massa do país e está diretamente relacionado aos estilos de vida e experiências da juventude de periferias e favelas", afirma o vereador. "O funk também é perspectiva de vida, pois assegura empregos direta e indiretamente, assim como o sonho de e ter um trabalho significativo e prazeiroso", completa.

De acordo com Cassiá, para transformar essa realidade, é necessário a oficialização por lei do funk como um movimento musical e cultura, que poderá contribuir para a profissionalização. A proposta aprovada prevê ainda proteção quanto a qualquer tipo de discriminação ou preconceito de natureza social, racial, cultural ou administrativa, inclusive a seus integrantes; o reconhecimento de artistas como agentes da cultura popular e condições para que a diversidade de sua produção musical possua veículos de expressão mediante a disponibilidade de espaço público para apresentações e a promoção e conscientização de seus direitos.

Regina Tubino Pereira (reg. prof. 5607)
Vítor Bley de Moraes (reg. prof. 5495)

Ouça:

Município vai ter de criar espaços para divulgar o funk

CapacitaPOA está com inscrições abertas

A programação de 2010 dos módulos de ensino do CapacitaPOA está definida e com inscrições abertas para os atores da rede de participação democrática de Porto Alegre. Membros do Conselho do Orçamento Participativo (COP), dos Fóruns de Planejamento, dos Conselheiros de Políticas Públicas e Gerentes de Programas Estratégicos da prefeitura são o público-alvo da primeira turma, que começa em 5 de novembro.

Entre os meses de novembro e dezembro, serão oferecidos os módulos de formação, com regime intensivo, aos finais de semana. Os módulos serão realizados nas regiões do Orçamento Participativo.

Inscrições e informações:

No Centro Administrativo Regional (CAR) onde será realizado o curso ou pelo e-mail: clovesr@smgl.prefpoa.com.br.

Os locais de capacitação serão divulgados nos CARs e pela Internet – www.portoalegre.rs.gov.br/sistemapglp e www.portoalegre.rs.gov.br/op

Informações: e 3289-6633.

Urbanistas responsáveis pelo projeto do cais Mauá querem reconectar a Capital com a orla do Guaíba

Fermín Vázquez e Jaime Lerner são os idealizadores do projeto de renovação

Nascido em Madri e morador de Barcelona, o urbanista espanhol Fermín Vázquez, 48 anos, sócio-fundador do escritório b720, conheceu Porto Alegre neste ano e se impressiou com sua orla. Ele viu nos galpões abandonados e no Guaíba escanteado o mesmo potencial que mudou Barcelona e Valência, duas importantes cidades da Espanha.

Vázquez foi um dos responsáveis pelo primeiro projeto de renovação selecionado pelo governo do Estado, que serviu de base visual para futura área portuária da Capital. Agora, integra o consórcio que deverá executar a obra que mudará a cara de Porto Alegre.

> Leia a entrevista dos urbanistas Jaime Lerner e Fermín Vázquez na Zero Hora desta segunda-feira.

Vázquez se uniu ao renomado urbanista Jaime Lerner – ex-prefeito de Curitiba e ex-governador do Paraná. O espanhol se debruçou na questão de acessibilidade, tentando conectar a cidade ao cais.

O muro da Mauá, que há 40 anos separa o porto dos moradores da Capital, foi seu principal desafio. O destino da parede de concreto surpreende – uma cortina de água do lado da cidade e uma cobertura vegetal do lado da orla. ZH conversou com Lerner.

As mudanças na orla
SHOPPING E PRAÇA
- Junto ao Gasômetro, surgirá um novo shopping e será criada uma área verde que servirá de prolongamento à Praça Brigadeiro Sampaio, passará por cima do centro de compras e irá até o Guaíba, integrando a cidade ao cais.
ARMAZÉNS PARA LAZER
- Tombados pelo patrimônio histórico, os armazéns manterão o desenho original, mas serão reformados. Na área externa, funcionará uma linha de bonde. Do outro lado, junto ao Guaíba, o cenário contemplará uma ciclovia, áreas de circulação de pedestres e prolongamento de bares e restaurantes.
TORRES DE NEGÓCIOS
- A área de escritórios e hotel será formada por três torres onde hoje estão as docas. Duas delas serão destinadas exclusivamente a salas comerciais e lojas.
ESPAÇO CULTURAL
- Construído nos anos 40, o prédio que servia de frigorífico permanecerá com o desenho original, mas por dentro vai virar um centro cultural.
O NOVO MURO
- O polêmico muro da Mauá se transformará em uma cortina de água. No lado interno, o muro terá uma parede verde, coberta de vegetação.

24 de outubro de 2010

CURSO MODULAR DE GESTÃO CULTURAL 2011 da Quixote Art Eventos vem com novidades

O Curso Modular de Gestão Cultural promovido pela Quixote Art & Eventos está com inscrições abertas para suas turmas de 2011.
As aulas acontecerão apenas nas cidades de Curitiba (PR), Florianópolis (SC) e Porto Alegre (RS).

Cada cidade receberá oito módulos (oito aulas) com uma carga horária de 06 horas/aula por modulo em atividades presenciais e mais 08 horas em atividades on-line ou e video aulas para aqueles que não tiverem condições de conexão via internet. Além disso os alunos terão a oportunidade de participar de outras atividades complementares como PALESTRAS, PARTICIPAÇÃO NO LABORATÒRIO DE PRODUÇÂO DE EVENTOS e ATENDIMENTO INDIVIDUAL ON_LINE.

Ou seja, cada aluno matriculado no curso, além da participação nas aulas e atividades on-line, poderá, caso exista o seu interesse, optar também por participar destas atividades complementares:

PALESTRAS - Ao todo serão promovidas 04 palestras com os seguintes temas: LEIS DE INCENTIVO À CULTURA; POLITICAS PÚBLICAS DE CULTURA; PRODUÇÃO AUDIOVISUAL e SISTEMA NACIONAL DE MUSEUS. Cada palestra terá duração de 02 horas.

INCUBADORA DE PROJETOS CULTURAIS - A incubadora de projetos culturais tem um papel de desenvolver uma consultoria coletiva, pois os participantes da incubadora terão a oportunidade de debater e discutir seus próprios projetos buscando desta forma encontrar as melhores alternativas e estratégias para a sua realização. Para definição dos projetos a serem debatidos e avaliados nas reunões da incubadora uma comissão composta pelos próprios alunos será formada e toda a condução do processo será organizada por estes, cabendo ao instrutor da Quixote Art & Eventos exercer um papel de orientação e monitoria.

LABORATÒRIO DE PROJETOS CULTURAIS - Ao contrário da incubadora, no laboratório de projetos culturais os participantes acompanharão o processo de planejamento e formatação de um projeto cultural já existente e mantido pela Quixote Art & Eventos, e os interessados ainda, posteriormente, terão a oportunidade de estagiar na produção e execução destes projetos.

Os alunos do curso também terão a sua disposição um serviço de consultoria para o planejamento e formatação de projetos culturais tirando suas dúvidas através de email.


PROGRAMA DO CURSO MODULAR DE GESTÃO CULTURAL

O programa do curso manterá o mesmo padrão do programa adotado neste ano de 2010, no entanto, alguns dos temas serão atualizados como a própria utilização da Lei Rouanet, o funcionamento do Sistema Nacional de Cultura ou a Lei de Direitos Autorais, tópicos que estão no coteudo do curso e que provavelmente deverão ser atualizados em relação ao enfoque e material distribuido nas últimas turmas.

Veja o
CONTEÚDO PROGRAMATICO

AGENDA DE ATIVIDADES


Porto Alegre

Para a turma do Curso Modular de Gestão Cultural da cidade de Porto Alegre as aulas acontecerão sempre no terceiro sábado de cada mês, com início em Fevereiro e encerramento em setembro de 2011, com as aulas sendo ministradas das 9h às 12 h e das 14h às 17h e com as atividades complementares acontecendo em horários alternativos. As aulas serão realizadas no Auditório do Hotel Everest - Rua Duque de Caxias 1357 - 9ª andar (Próximo a Assembleia Legislativa do RS)

Programação das aulas - Porto Alegre
terceiro sábado de cada mês
Sábado das 9h ás 12h e das 14h às 17h

MODULO 01 - Dia 19 de fevereiro de 2011
MÒDULO 02 - Dia 19 de março de 2011
MODULO 03 - Dia 16 de abril de 2011
MODULO 04 - Dia 21 de maio de 2011
MODULO 05 - Dia 18 de junho de 2011
MODULO 06 - Dia 16 de julho de 2011
MODULO 07 - Dia 20 de agosto de 2011
MODULO 08 - Dia 17 de setembro de 2011

Palestras em Porto Alegre
LEIS DE INCENTIVO À CULTURA - Dia 19 de maio de 2011 (quinta-feira) das 19h às 21h
POLITICAS PÙBLICAS DE CULTURA - Dia 16 de junho de 2011 (quinta-feira) das 19h às 21h
PRODUÇÂO AUDIOVISUAL - Dia 18 de agosto de 2011 (quinta-feira) das 19h às 21h
SISTEMA NACIONAL DE MUSEUS - Dia 15 de setembro de 2011 (sexta-feira) das 19h às 21h

Reuniões da Incubadora de Projetos Culturais, do Laboratório de Projetos Culturais e do Atendimento On-line - em data a ser combinada com os alunos participantes no transcorrer do curso.

INSCRIÇÕES:

cursos@quixoteart.com.br

http://quixoteart.com.br/


Preparação para a Copa é discutida no Rio de Janeiro

O secretário Extraordinário da Copa de 2014, Ricardo Gothe, está no Rio de Janeiro para participar de encontros preparatórios para a realização dos jogos no Brasil. Aconteceu dia, 13, às 14h acontecerá a reunião com o Comitê Organizador Local (COL), que tratará das ações da cidade e do estádio Beira-Rio.

Dia, 14, está prevista a participação na instalação da Câmara Temática de Promoção Comercial e Tecnológica. O evento, que será no prédio da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), terá na quinta e sexta-feira workshops do Programa 2014 – Bis. A programação inclui painéis sobre sustentabilidade ambiental, novas mídias, educação, empreendedorismo, cultura e entretenimento, financiamento e programas, além de infraestrutura adequada.

3º Festival Escolar de Cinema na Sala P.F. Gastal

Pelo terceiro ano consecutivo, A Sala P. F. Gastal recebe a programação do Festival Escolar de Cinema, que é uma das ações inseridas no programa de Alfabetização Audiovisual, desenvolvido através de uma parceria entre a Secretaria Municipal da Cultura e a Secretaria Municipal da Educação. Este programa vem estimulando os professores e alunos da Rede Pública Municipal a incorporar o cinema e a fotografia no seu processo pedaógico, com resultados cada vez mais promissores.

Entre 19 de Outubro e 23 de novembro, estudantes de diferentes níveis da Rede Escolar Municipal têm acesso a uma programação de filmes cuidadosamente selecionados. Para conhecer mais sobre o projeto e conferir toda a programação do festival, acesse o blog do projeto www.alfabetizacaoaudiovisual.blogspot.com

Apresentado projeto de revitalização do Cais Mauá

Foto: Luciano Lanes / PMPA
Fortunati destacou que a revitalização é um antigo sonho da cidade

Fortunati destacou que a revitalização é um antigo sonho da cidade

O prefeito José Fortunati participou nesta sexta-feira, 22, da apresentação do projeto de Revitalização do Cais Mauá. O ato ocorreu no auditório do Centro Administrativo Fernando Ferrari.

Na ocasião, o arquiteto paranaense Jaime Lerner e o catalão Fermín Vázquez apresentaram detalhes do projeto, que tem como principal conceito o resgate da memória da cidade. Fortunati ressaltou a importância da iniciativa, que qualificará a cidade, com desenvolvimento e sustentabilidade no turismo. O prefeito destacou que a revitalização do Cais é um antigo sonho da cidade. “Venho acompanhando a discussão do projeto desde o início. As alterações para melhor aproveitamento da área foram totalmente cumpridas, em alguns anos estaremos devolvendo o Cais para o convívio dos cidadãos”, afirmou Fortunati. (fotos)

"Esta é uma oportunidade de reconquistar o Cais Mauá. Para nós, é antes de tudo um compromisso em transformar esta área em referência no país, devolvendo o rio Guaíba à paisagem da cidade e a seus habitantes", disse Lerner.

O consórcio, que apresentou a proposta de revitalização, é liderado pela Contern, braço da construção civil do grupo brasileiro Bertin. Desde 2003, atua na construção de grandes obras no país e é formado por quatro empresas espanholas - uma delas foi gestora da revitalização do Porto de Barcelona - e uma brasileira, que apresentou proposta no processo de licitação encerrada no dia 8 de outubro.

COMENTÁRIOS SOBRE CULTURA POR MARCELO MIGUEL

Agora que acabou a eleição e que um longo e triste período de imobilidade está terminando, vamos falar em Cultura?

Aliás, esta semana o Partido da Cultura da Bahia (olha só a Bahia tem até partido da Cultura! Ai que saudades que eu tenho da Bahia...) divulgou um estudo que mostra que Estado da Bahia é o segundo estado brasileiro com maior índice de investimento público no setor cultural, perdendo somente em números absolutos para São Paulo.

Só para termos uma idéia, no primeiro semestre de 2010 a Bahia investiu quase 102 milhões de reais contra 348 milhões de São Paulo.

Na região sul (coitada, tão pobrezinha) o Paraná aparece em nono lugar com pouco mais de 33 milhões, contra 21 milhões de Santa Catarina e 18,5 milhões do Rio Grande do Sul.

Isto em números absolutos. Se formos analisar proporcionalmente a coisa começa a ficar feia.
Considerando agora o ano de 2009, enquanto São Paulo e Bahia gastam respectivamente em média R$ 17,00 e R$ 13,00 por habitante no ano, o estado do Amazonas gasta R$ 30,00 per capita e o Distrito Federal R$ 39,00.

Já na região sul, Santa Catarina gasta R$ 9,00 por habitante e o Paraná apenas R$ 7,00.

Neste caso no Rio Grande do Sul a situação está ainda pior, pois o estado gastou em 2009 apenas R$ 4,00 por habitante, ficando atrás em termos de investimento de Estados considerados mais pobres como Maranhão (que também investe mais do que o Paraná com R$ 8,00 por habitante ao ano), Sergipe, Roraima, Rondônia, Acre, Mato Grosso, Pará , Pernambuco e Espírito Santo. Aliás, nesta projeção os gaúchos só ficam a frente mesmo do Ceará, Piauí, Alagoas, Tocantins e Rio Grande do Norte.

Mas vamos analisar estes números.

O fato de a Bahia ser hoje o segundo estado Brasileiro em investimentos na área da cultura (fato que já vem de longa data, aliás, a pesquisa apenas confirma isso) faz com que a identidade cultural baiana seja extremamente destacada, fortalecendo a imagem do Estado e gerando entre outras coisas, um turismo forte para a região, uma valorização de seus artistas que mesmo com uma produção local conquistam espaço no cenário nacional, um fortalecimento político do Estado que amplia seu poder inclusive no Congresso Nacional, etc, etc, etc.

Ou seja. O investimento na Cultura ajuda a diminuir índices negativos a educação, auxilia no trabalho da saúde, desenvolve políticas públicas complementares, etc, etc, etc.

Até quando teremos que gastar nosso latim para mostrar que o investimento na cultura, mesmo sendo tratado com descaso por muitos setores da sociedade, principalmente pelos políticos, é sem duvida o investimento mais importante por apresentar reflexos em todos os demais setores da economia e da sociedade brasileira.

Investir em Cultura não é dar dinheiro para artista ou ficar fazendo lei de incentivo ou coisa que o valha. Investir em Cultura é pensar em um conjunto de ações que possibilitem a sociedade estimularem sua criatividade e apurar suas formas de expressão, é investir em ações que possibilitem a qualificação e capacitação das pessoas enquanto pessoas para atuarem em todos os demais segmentos, inclusive no artístico.

Investir em Cultura e construir sua estratégia de governo voltada para a integração da cultura com a comunicação, educação, turismo, saúde, com as ações sociais, políticas e, sobretudo, com a construção de nossa identidade cultural é fundamental para que um novo governo de estado possa desenvolver uma nova gestão.

Cultura é mais importante do que saúde, educação, rodovias e esgotos sim. Pois com investimentos na saúde, educação, saneamento básico, infra-estrutura nós não melhoramos a cultura, mas com investimento na cultura nós conseguimos melhorar todos estes setores.

Boa sorte.

MARCELO MIGUEL

Bahia é o segundo estado do país que mais investe em Cultura






De acordo com dados recentes da publicação “Investimentos Públicos na Cultura do Brasil” realizada pelo Partido da Cultura (PCult), a Bahia é o segundo colocado no ranking dos estados que mais investem em Cultura, ficando atrás somente do estado de São Paulo e a frente de estados como Rio de Janeiro, Minas Gerais e Pernambuco.

As pesquisas foram realizadas nos anos 2007, 2008, 2009 e no primeiro semestre de 2010, com base em dados secundários produzidos e publicados pelas Secretarias de Fazenda (ou Finanças) dos governos estaduais e do Distrito Federal, nas suas páginas na internet. A divulgação atende à Lei de Responsabilidade Fiscal, que obriga a publicação bimestral dos Relatórios Resumidos de Execução Orçamentária (RREO).

Segundo a pesquisa, entre os anos de 2007 a 2010, o ranking é liderado pelo estado de São Paulo, sempre com uma representação em torno dos 35% dos investimentos totais em cultura no país, um total de R$434,7 milhões. A Bahia se configura como a segundo colocado, com investimentos que variam entre R$ 101,9 milhões no primeiro semestre deste ano; R$ 185,9 milhões no ano de 2009; R$ 160,66 milhões em 2008 e R$ 125,15 milhões em 2007.

A publicação Investimentos Públicos na Cultura do Brasil foi realizada por quatro estudiosos, todos, integrantes do Pcult: Mário Olímpio Medeiros, ex-secretário de Cultura de Mato Grosso e atual integrante da Agência MO Arte e Mídia; Lenissa Lenza e Mariele Ramirez, ambas do Instituto Cultural Espaço Cubo, e o cientista econômico e integrante do coletivo Amerê-Coletivo Fora do Eixo, Bruno PoljoKan.

Bruno informou que o estudo foi realizado em conjunto, através da internet. “Não nos encontramos nem uma única vez, fizemos tudo pela internet”, explica. Ele esclarece a importância da publicação. “O relatório é um ponto de partida para cada coletivo ou grupo do PCult se munir de informações para servir de base aos pedidos de ampliação de investimentos aos governos estaduais. A Bahia é o mais forte entre os estados nordestinos. É o que mais se sobressai”, afirma PoljoKan.

Nordeste
Na região Nordeste, o estado da Bahia está disparado na frente dos demais, com a média de 75,64% a frente dos segundos colocados, Maranhão e Pernambuco. Alagoas, Piauí e Rio Grande do Norte estão nas últimas colocações, segundo dados da pesquisa.

“A desvinculação da Secretaria de Turismo e Cultura para pastas separadas pode ter sido um dos fatores que fortaleceu o estado no âmbito cultural a conseguir ocupar o primeiro lugar no ranking dos Estados do Norte e Nordeste, fatores que não víamos antes”, afirma PoljoKan.

Outro dado importante é o percentual que cada estado investe do seu orçamento total no setor de cultura. Nesses dados, o Estado varia a posição entre o 6º e o 5º colocado. Os investimentos estão na base de 0,77% em 2010, 0,87% em 2009, 0,82% em 2008 e 0,75% em 2007.

No ranking anual de investimentos percentuais da despesa corrente na área cultural por região, a Bahia fica em segundo colocado, somente atrás do Maranhão. A Proposta de Emenda à Constituição - PEC 150/2003, reivindicação antiga do setor cultural, prevê aumento orçamentário para a Cultura nos três níveis federativos: 2% na União, 1,5% nos estados e 1% nos municípios.

Consolidação
O dado expressivo de investimentos em Cultura na Bahia também é atribuido à parceria com o Governo Federal, através do Programa Mais Cultura, política de fomento que inclui investimentos em editais e microcréditos, dentro de uma dimensão econômica e social da cultura.

Atrelado a tudo isso, o governo Jaques Wagner compreendeu a importância da qualificação dos agentes culturais e gestores municipais e o envolvimento das Universidades Públicas na Bahia. A consolidação do Sistema Estadual de Cultura e a Estadualização das Políticas Públicas de Cultura do Estado são dois fatores também importantes”, explica o secretário de Cultura do Estado, Márcio Meirelles.

Os diálogos sociais através da realização de conferências possibilitam a compreensão pelo Estado nos anseios da sociedade, ampliando assim, as vertentes de investimentos a partir da diversidade de linguagens artísticas, como teatro, dança, música, artes visuais, audiovisual entre outros”, completa Meirelles.

Partido da Cultura
Entendendo que o Poder Público tem importância fundamental na elaboração e implantação do Sistema, o Partido da Cultura (PCult), foi criado por um grupo de pessoas com o objetivo de expor problemas e sugerir soluções que sejam operadas a partir de decisões políticas e institucionais de partidos políticos, candidatos a cargo eletivo e ocupante de cargos públicos. O conceito do PCult vem sendo construído de forma coletiva e solidariamente por meio da internet.

O PCult é um fórum informal, ambiente supra-partidário permanente e trabalha para que a Cultura, tanto quanto educação e saúde, seja tema central dos debates políticos eleitorais, nas campanhas que acontecem a cada dois anos no país e no desenvolvimento do Sistema Nacional de Cultura, aglutinando diversas entidades, redes, movimentos e pessoas de todos os estados do país em torno de temas diversos, sempre na esfera cultural.

Essa foi a primeira pesquisa realizada por integrantes do grupo, porém, próximos estudos estão em fase de construção. “Nós vamos dar início a uma nova pesquisa que irá analisar de que forma são feitos esses investimentos, quem recebe, como recebe, se são os mesmos grupos, a diversidade de cidades que recebem esses recursos entre outros fatores”, explica Poljokan.